Analfabetismo Bíblico

 

O Senhor Jesus disse em Mt 22.29: “Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus”. E o profeta Oséias disse:

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos” (Os 4.6). O que estes dois textos têm em comum? A falta de conhecimento da Palavra de Deus faz com que as pessoas passem por sofrimentos, vivam no engano e continuem no erro.

                    Frases como “Venha como estás e eu farei uma obra em ti”, “Esforça-te que eu te ajudo”, “Maldito aquele que tira a inocência de uma criança”, ainda que pareçam bíblicas, jamais são encontradas na Palavra de Deus são repetidas especialmente por aqueles que são “celebridades” na Mídia e que dizem ter se convertido a Cristo.

                    Outro exemplo igualmente deplorável (se não até mais!) é quando versículos da Palavra de Deus são retirados de seus contextos e uma interpretação totalmente descabida e herética é feita, e como tem faltado em nossos dias crentes que conheçam a fundo a Palavra de Deus, o que se tem visto é um número cada vez maior de pessoas enganadas por mentiras ditas com intenção de enganar, ou simplesmente, são repetidas como se verdade fossem por aqueles que por preguiça deixam de estudar a Palavra de Deus para conferirem as coisas para verem se de fato são assim mesmo (cf. At 17.10). Assim vemos líderes biblicamente analfabetos alimentando um povo que confia cegamente nesses líderes em vez de buscarem a orientação do Espírito Santo para conhecerem a fundo a Palavra de Deus.

                    A credulidade supersticiosa do povo o faz temer levantar a voz contra os “ungidos” de Deus (os pastores) esquecendo-se que o que não vai faltar nos últimos dias são os falsos mestres que ensinaram aquilo que as pessoas querem ouvir, inflando sua ganância e mesquinhez conforme Paulo lembrou Timóteo, veja 1Tm 4.1-5 e 2Tm 4.1-5.

Nunca vimos tempos como os nossos, quando o pecado da ganância recebe o nome de “prosperidade”. As pessoas são incentivadas a buscarem a Deus, mas por sua conta bancária, saúde, estabilidade, do que por Deus somente. Temos visto muitos ricos abraçando a Fé Evangélica, mas, continuando cada vez mais gananciosos, cada vez menos preocupados em repartir com os que necessitam.

                    Os púlpitos foram transformados em palco para teatro, afinal, segundo as “igrejas contemporâneas” um teatro é muito mais marcante do que um sermão. E eu não discordo. Para uma geração que o entretenimento é mais importante do que o exercício do pensamento, que o prazer imediato é mais importante do que a segurança constante solidificada sobre os princípios eternos da Palavra de Deus, com certeza um teatro é muito mais atrativo. Para a mariposa a lâmpada incandescente é linda e atraente, porém, fatal. Nada contra teatro. Até vejo grande utilidade no mesmo. O que não dá é para trocar o culto a Deus, por entretenimento para os homens. O próprio culto a Deus tem sofrido uma transformação horrenda. Antes era culto; depois tornou-se “louvorzão” e hoje, show gospel. A alegria é mais cultuada do que o próprio Deus, e por isso mesmo, os “cultos” têm sido momento para qualquer outra coisa, menos para quebrantamento do coração diante de Deus.

                    Não quero parecer ácido e pessimista. Quero é chamar a atenção para o fato de que o que está falida em nossos dias é a ética cristã, e não a Palavra de Deus. Se os homens não amam a Palavra, Ela continua sendo o que sempre foi: a Verdade. Ela não depende da fé e obediência das pessoas para ter autoridade. O que está falindo é a ética cristã, quando se vê as pessoas cada vez mais distantes daquilo que Deus ordena em Sua Palavra e ainda assim querendo (ou até mesmo exigindo) a bênção de Deus, porque a bênção de Deus lhes é mais importante do que o próprio Deus.

                    Não se iluda. Se você quer ouvir a voz de Deus, mas, não quer estudar a Bíblia e nela meditar, o que você ouvirá será a voz do seu enganoso e desesperadamente corrupto coração (cf. Jr 17.9). Se o evangelho que você tem ouvido tem ensinado você a desejar mais a Terra do que o Céu, mais o ouro desse mundo do que a Deus então você está sendo enganado por “homens perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados” (2Tm 3.13), e pelo seu próprio coração cheio de cobiça que gosta de ouvir esse tipo de mensagem (cf. 2Tm 4.3).

                    Gaste tempo com a Palavra; não deixe de cultuar a Deus juntamente com os irmãos em sua igreja; priorize pregações expositivas, e não busque entretenimento cristão, mas, sim, alimento bíblico para a sua alma. Não se esqueça que “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2Tm 3.16,17) e que somente a Palavra de Deus é: “viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração” (Hb 4.12).

                    Ou você se apega à Palavra de Deus, ou continuará um analfabeto bíblico, e o que é pior, morrerá de sede segurando o Manancial eterno em suas mãos.

Rev. Olivar Alves Pereira

São José dos Campos, 07 de março de 2013

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou de Direita Conservadora.
This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

6 Responses to Analfabetismo Bíblico

  1. Euder Lemos says:

    Prezado irmão e colega, Rev. Olivar, graça e paz do Senhor Jesus sobre sua vida, família e ministério.

    Também compartilho dessa visão e acrescento o fato de que o ensino bíblico tem sido omitido, principalmente, às crianças, em casa e na igreja. Poucas igrejas tem um programa sério de ensino bíblico e poucos lares sentam-se para desfrutar de momentos de comunhão com a Santa Palavra. A “autópsia de um fiasco” está mostrando a cada dia que o construtivismo tem sido o principal elemento desconstrutor de princípios e valores. O ensino na igreja e na vida do lar precisa ser restaurado. Nossas crianças precisam crescer aprendendo os seus valores e princípios a partir do convívio com a Bíblia. Creio que temos aqui um bom começo para combatermos o analfabetismo bíblico.

    O segundo passo, creio eu, seria promover a maturidade bíblica de uma pessoa que deseja ser recebida como membro em nossas igrejas ou quando se desperta para o ministério. Isso evitará que tenhamos guias cegos para guiar outros cegos.

    Parabens ao nobre colega por seu zelo e dedicação no ensino expositivo da Santa Palavra. Pessoas como você merecem nossa admiração.

    Rev. Euder Lemos (euderpastor@iibest.com.br)

    • Olivar Alves Pereira says:

      Querido colega e irmão em Cristo, Rev. Euder.
      Essa é a nossa luta como pastores do Rebanho de Cristo. Precisamos nos estimular nessa obra tão gloriosa que é pastorear e ensinar. Sou grato a Deus por sua vida e pelo carinho e amor com que pastoreia as ovelhas que o Senhor Jesus lhe concedeu. Que Deus o fortaleça sempre, e querendo utilizar o Noutesia.com.br para publicar algum texto seu, será para mim um prazer!
      Seu conservo,
      Olivar

  2. Clauli Souza says:

    Rev. Olivar

    A cada dia que se passa, o grande mal da contextualização distorcida, parece ganhar mais espaço. Segundo falou o Rev. Ronaldo Lidório em seu livro “Introdução a antropologia missionária” ,que , ” É comum ao homem caído gerar a idéia de um deus que satisfaça aos seus anseios sem confrontá-lo com o pecado”. E com isso muitas pessoas estão buscando adequar o evangelho a si , e não o contrario, se adequarem ao evangelho e consequentemente acabam por criar mais perversidade e empiedade.

    Um grande abraço .

    Clauli Souza .

    • Olivar Alves Pereira says:

      Olá amado.
      O que muitas pessoas se esquecem é que o nosso coração é idólatra por natureza. Ele foi criado para a adorar a Deus, mas, quando não é convertido a Cristo, este coração fabricará ídolos para si. Que Deus reine em nós cada vez mais, para a glória Dele (e para o nosso bem).

      Olivar

  3. Marcos says:

    Não sei nem mesmo o que comentar, muito bom mesmo, faz-me refletir o quão importante é estudarmos a palavra, meditarmos nela e assim nos será possível aplicá-la em nossas vidas, creio que somente assim, haverá crescimento espiritual e não nos deixaremos ser guiados por “falsos mestres” parabéns Pastor Olivar

    • Olivar Alves Pereira says:

      Pois é irmão, preguemos a Palavra de Deus; ensinemos a mesma com dedicação e amor; vivamos o que ela nos diz. O crescimento Deus nos dará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.