Andar Com Deus

Salmo 1

Quantos e quais são os planos que você traçou para esse novo ano? Fazer planos é muito importante, pois, nos ajuda a aproveitar melhor nosso tempo que é precioso. Mas, em todos os seus planos não se esqueça de que é mais importante é que você esteja na presença de Deus para receber Dele a orientação necessária para em tudo glorificar a Deus e para o seu próprio bem.

Estar na presença de Deus significa Andar com Deus. Este é o assunto que quero tratar com você nessa ocasião.

Fomos salvos por Deus para andarmos com Ele, isto é nos relacionarmos de forma verdadeira e pessoal com Ele. Com base nas palavras do Sl 1 destacamos que andar com Deus significa:

1)      Desviar-se do mal, v.1

Quando Deus salva uma pessoa, põe sobre o Seu Nome. Desde então essa pessoa zelará por sua reputação que está diretamente ligada ao Nome de Deus em sua vida. Ele se desviará do mal.

O v.1 diz: “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores”.

Analisemos esse verso detalhadamente:

“Bem-aventurado…”: alguém que é  verdadeiramente feliz, alguém que possui a felicidade eterna; “oh, como é feliz”.

“…que não anda no conselho dos ímpios…”, ou seja, não segue os conselhos de pessoas que não temem a Deus. É certo que podemos encontrar bons conselhos na boca de quem não é crente em Cristo. Mas, aqui, a referência é a conselhos que embora sejam “lógicos” são também pecaminosos. Por exemplo: muito do que o mundo fala que é “justiça” é vingança. Um ímpio sempre aconselha a retribuir a cada um conforme o mal feito. Outra coisa que podemos destacar aqui é o caso de crentes que preferem seguir conselhos de psicólogos e psiquiatras que não temem a Deus, que têm por base homens iníquos como Freud que declaradamente afirmou sua incredulidade em relação a Deus. Tais pessoas vivem de remédio em remédio, de dor e dor, dando um péssimo testemunho do poder de Deus, pois, desprezam a Palavra de Deus quando esta se apresenta como suficiente para curá-los.

“…não se detém no caminho dos pecadores…”, a ideia aqui é “não imita o que os pecadores fazem”. É curioso (e lamentável) quando vemos muitas igrejas hoje em nome da “contextualização” para poderem alcançar outros para Cristo, estão se tornando cada vez mais parecidas com o mundo. Cristo nos chamou para fazer diferença nesse mundo por meio da diferença. Em Rm 6.4 está escrito:Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida”. Essa novidade de vida sempre destoará do mundo, sempre será diferente. O namoro do crente é diferente do namoro do ímpio; o casamento do crente é diferente do casamento do ímpio; os negócios do crente são diferentes dos negócios do ímpio. Enfim, o crente é diferente do ímpio.

“…nem se assenta na roda dos escarnecedores”, ou seja, o crente não se assenta entre os zombadores, que não têm respeito por ninguém. O crente é alguém que anda na via do respeito, da honra, da boa fama. O verbo escarnecer traz consigo a ideia de desossar, cortar a carne expondo o interior do corpo. Quando escarnecemos de alguém expomos suas mazelas, fraquezas e defeitos.

Observe que há uma progressão para baixo no comportamento dos ímpios. Se você seguir o conselho deles, inevitavelmente, você os imitará em seu procedimento pecaminoso e, fatalmente, se assentará com eles e terá o mesmo caráter que eles têm.

Andar com Deus significa também:

2) Satisfazer-se em Deus, v.2

O prazer do crente está em Deus, e ele só pode conhecer a Deus por meio da Sua Palavra. É por isso que o prazer do crente “…está na lei do SENHOR, e não Sua lei medita de dia e de noite”.

O que satisfaz seu coração? O seu coração está satisfeito? É muito importante analisarmos isso porque nosso coração foi criado com uma necessidade que só pode ser satisfeita em Deus.

Deus quando nos criou, criou-nos com o propósito de satisfazermo-nos somente Nele. Quando o pecado entrou em nossa vida, a primeira coisa que ele fez foi deturpar a nossa necessidade.

Várias pessoas me perguntaram que, se Deus fez Adão e Eva perfeitos e completos, porque então eles caíram na cilada do diabo quando este lhes mostrou que “faltava algo para eles”? Se Adão e Eva tivessem tudo e fossem plenamente satisfeitos eles não teriam caído na conversa do diabo. Há bem da verdade, Deus não criou o homem e a mulher satisfeitos; Ele os criou perfeitos e sem pecado. Mas, colocou neles uma necessidade que só podia ser satisfeita Nele, ou seja, um sentimento de vazio em seus corações que só poderia ser preenchido com Sua presença. É por isso que lemos que Gn 3.8 que Deus os visitava na “viração do dia”.

O homem foi criado para satisfazer-se plenamente e somente em Deus. Satanás perverteu isso fazendo com que o homem se sentisse insatisfeito com Deus. Por isso mesmo ele disse: “Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes, se vos abrirão os olhos, e como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal” (Gn 3.5).

O pecado transformou a necessidade que temos de Deus em insatisfação pecaminosa.

A insatisfação que sentimos hoje (e sempre) só pode ser desfeita em Deus. Deus não é só o nosso maior prazer como a nossa única fonte de satisfação.

É por isso que o crente tem o seu prazer na lei do SENHOR, pois, é na lei do SENHOR que ele conhece a Deus de verdade.

Na lei do SENHOR o crente medita dia e noite. É o que nos diz Cl 3.16: “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo”.

Quando o nosso coração é tomado pela Palavra de Deus e nela meditamos o tempo todo, somos muito, muito felizes, bem-aventurados!

Por fim, andar com Deus significa

3) Ser bem sucedido, v.3

O sucesso é o desejo todos. Tudo quanto fazemos, temos o desejo de que tais coisas prosperem. Ser bem sucedido significa prosperar em tudo o que fazemos. É ver projetos que começamos alcançarem seu fim.

O conceito de prosperidade que a Bíblia tem é muito diferente da que o mundo apresenta, e que, infelizmente, tem entrado em muitas igrejas.

 Para o mundo, ser próspero é o mesmo que ser rico, ter saúde, desfrutar das coisas boas dessa vida. O conceito bíblico de prosperidade vai muito além disso, pois, prosperidade à luz da Bíblia é andar na presença de Deus, é desfrutar do cuidado Dele em meio à escassez, à enfermidade, ao luto.

Prosperidade à luz da Bíblia é o prazer de uma consciência tranquila que fez a vontade de Deus e não a sua própria. É o prazer de repartir o que se tem e ver outros abençoados em vez de acumular para si somente.

Ser bem sucedido em tudo o que fizermos não significa recebermos os aplausos dos homens, mas, sim, a aprovação de Deus.

Ser bem sucedido não é algo que acontece somente no “fim”, mas, como nos comportamos durante todo o processo até chegarmos ao fim.

A figura com o salmista usa para descrever o justo é a da árvore plantada junto ás águas, que:

“…que no devido tempo dá o seu fruto…”, isso nos mostra não só a produtividade (coisa que Deus requer de nós, Jo 15.16), mas, também a paciência de ver as coisas acontecerem no seu devido tempo.  

“…cuja folhagem não murcha”, isto é, está sempre cheio de vida, até mesmo porque a vida que ele tem não é algo que ele produz, mas, sim, a Vida Eterna que Cristo dá.

Os ímpios, ao contrário, são como palha soprada pelo vento, que não resiste à mais suave brisa e é arrastada de um lado para outro (v.4). Não resistirão no julgamento de Deus, e nem mesmo permanecerão entre os justos, porque é o próprio Deus que aprova os justos e reprova os ímpios, (v.5 e 6).

Conclusão

Você é feliz? Se o que você pensa ser felicidade não tem a ver com andar com Deus, desviando-se do mal, satisfazendo-se somente em Deus e sendo bem sucedido de conformidade com a Palavra de Deus, então você está envolto em escuridão, enganando seu próprio coração, perdendo seu tempo, e o que é pior, correndo o risco de passar a eternidade no inferno.

É tempo de pedir perdão. Comece o ano assim. Reconcilie-se com Deus e ande na presença Dele. Fora disso, não há felicidade.

Mensagem proclamada na IPBJardimSul em 01/01/2012

Rev.Olivar Alves Pereira

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana da Vila Pinheiro, Jacareí - SP, Bacharel em Teologia e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor e membro do Conselho Acadêmico do Centro de Estudos Teológicos do Vale do Paraíba (CETEVAP), São José dos Campos -SP, onde iniciou em 2020 seu Mestrado em Aconselhamento Bíblico. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador. Casado com Janaina F. S. A. Pereira e pai de Ana Cristina S. Pereira.
This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

14 Responses to Andar Com Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.