As trigêmeas da infelicidade

Três pecados que sempre aparecem juntos são: inveja, murmuração e amargura. Elas são as “trigêmeas da infelicidade”.

Um coração carregado de inveja é incapaz de se alegrar com a felicidade de outrem. Antes, vê a outra pessoa como indigna de ter o que ela tem. Um caso bíblico sobre inveja é o que está registrado em At 5 que narra a história de Ananias e Safira que ao ver que Barnabé foi notado por sua generosidade em doar todo o valor de uma propriedade que tinha, quiseram também ser honrados, porém, para isso usaram de mentira. Retiveram parte do valor consigo e deram o restante aos apóstolos como se fosse o valor total. O resultado foi a morte de ambos.

O mesmo pode ser dito da murmuração. Uma pessoa que vive murmurando está sempre infeliz com o que tem. Sempre está insatisfeita apesar de ser maravilhosamente abençoada por Deus. Podemos tomar como exemplo o povo de Israel no deserto que experimentou o sustento de Deus de forma miraculosa através do maná celestial, da água que saía da rocha, etc. o pecado de murmuração do povo custou-lhe a morte de todos os veteranos que saíram do Egito, e somente seus filhos puderam entram em Canaã, e isso após 40 anos de peregrinação no deserto.

Quanto à amargura devemos atentar para o que a Bíblia nos ordena em Hb12.15: “tentando, diligentemente, por que ninguém seja faltoso, separando-se da graça de Deus; nem haja alguma raiz de amargura que, brotando, vos perturbe, e, por meio dela, muitos sejam contaminados”. A amargura se alastra num coração e em pouco tempo afeta outras vidas. E para sermos sinceros, ninguém gosta de ficar perto de alguém amargurado, não é mesmo?

Afastar inveja, a murmuração e a amargura de nosso coração não é só uma questão de felicidade e bem estar. É principalmente uma questão de obediência a Deus, pois, a Bíblia nos diz em Tg 3.16: “Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins”.

Quanta infelicidade em nosso coração e em nossos relacionamentos poderiam ser evitadas se levássemos a sério o que a Palavra de Deus nos ordena. Bons sentimentos são resultado de ações obedientes!

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou de Direita Conservadora.
This entry was posted in Aconselhamento Bíblico. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.