Canções da Alma – 11ª Mensagem

Uma Exposição do Livro dos Salmos

Salmo 12

Viver Para a Glória de Deus Numa Sociedade Perversa

Contextualização

A semelhança deste salmo com o anterior, no qual Davi constatou que os fundamentos da sociedade haviam sido abalados por causa da perversidade dos inimigos (Sl 11.3), faz com que este salmo seja colocado nas mesmas circunstâncias do Sl 11. Mesmo assim, não temos como precisar se foi nos dias de Saul que este salmo foi composto por Davi. O que importa para nós aqui é que Davi constatou que a sociedade em que vivia estava totalmente corrompida na qual a sua única esperança era Deus.

Observando alguns termos que são repetidos aqui, constatamos que a perversidade nesses dias de Davi estava relacionada às conversas e à comunicação. Por exemplo: os substantivos “lábios” e “língua” aparecem cinco vezes; os verbos “falar” e “dizer”, três vezes; e o adjetivo “bajuladores”, duas vezes. Isso nos dá uma direção para interpretarmos este salmo. E em nada diferentes aos dias de Davi são os nossos dias, pois, estamos vivendo numa sociedade perversa, e, portanto, o desafio que temos diante de nós é Viver para a glória de Deus numa sociedade perversa. E este será o tema da nossa mensagem hoje.

Vivendo numa sociedade perversa glorificamos a Deus mostrando que

1) Somente Deus é o nosso socorro, v.1-2

Exposição v.1-2: “Ao mestre de canto. Em tom de oitava. Salmo de Davi. Socorro, SENHOR! Porque já não há homens piedosos; desaparecem os fiéis entre os filhos dos homens.  2 Falam com falsidade uns aos outros, falam com lábios bajuladores e coração fingido”.

A forma como Davi começa esse salmo revela a situação desesperadora em que se encontrava: “Socorro, SENHOR!”. Lembra-nos Pedro submergindo quando gritou para o Senhor Jesus: “Salva-me, Senhor!” (Mt 14.30).

Observando a degradação moral de sua sociedade, Davi não é como um velho saudosista dizendo: “Os tempos mudaram! As pessoas não são mais como antes!”. Pelo contrário, ele fala como um filho da Aliança que deseja ver o povo de Deus cumprindo seu papel na terra, mas, que está cerceado pela perversidade da maioria. Os homens piedosos e fiéis estão extintos não porque se debandaram para o lado dos perversos, mas, porque foram atacados por estes. O profeta Isaías descreveu a mesma situação em seus dias quando disse: “Perece o justo, e não há quem se impressione com isso; e os homens piedosos são arrebatados sem que alguém considere nesse fato; pois o justo é levado antes que venha o mal e entra na paz; descansam no seu leito os que andam em retidão” (Is 57.1-2), mas, observe como Deus recompensa e consola àqueles que permanecem firmes em Sua presença mesmo cercados e atacados pelos perversos. Oh, bendita esperança temos nós!

No v.2 Davi descreve os perversos como pessoas falsas, bajuladoras e fingidas. Os perversos “Falam com falsidade uns aos outros”, ou seja, não são sinceros e suas palavras são vazias ( de conteúdo. Eles “falam com lábios bajuladores”, literalmente, “fala macia” (um discurso que é agradável ao ego da outra pessoa fazendo-a sentir-se importante e, por isso mesmo, eles têm um “coração fingido”, literalmente “um coração e um coração” (ou seja, “duplicidade de coração”, como se a pessoa tivesse dois corações e usasse cada um de acordo com a situação.

Essa tríplice característica dos perversos aqui (falsidade, bajulação e fingimento) tem um só objetivo: manipulação. O perverso é manipulador. Ele diz o que as pessoas querem ouvir para obter o que ele quer delas. E Davi via-se cercado de pessoas assim, que em sua frente o bajulavam, e em sua ausência dizia coisas que visavam destruí-lo. Só Deus poderia salva-lo das artimanhas dos perversos.

Bem diferentes dos perversos devem ser os crentes. Em Ef 4.25 lemos: “Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com seu próximo, porque somos membros uns dos outros”. Uma sociedade não se sustenta com a mentira, mas, somente com a verdade.

Aplicação v.1-2: Tome cuidado com os falsos, bajuladores e fingidos. Não seja você um falso, bajulador e fingido. Não se permita ser manipulado por estes tais; não manipule as pessoas. Clame ao SENHOR Deus por socorro, pois, só Ele poderá livrá-lo desse tipo de gente.

Vivendo numa sociedade perversa glorificamos a Deus mostrando que

2) Somente Deus é a nossa justiça, v.3-5

Exposição v.3-5:3 Corte o SENHOR todos os lábios bajuladores, a língua que fala soberbamente,  4 pois dizem: Com a língua prevaleceremos, os lábios são nossos; quem é senhor sobre nós?  5 Por causa da opressão dos pobres e do gemido dos necessitados, eu me levantarei agora, diz o SENHOR; e porei a salvo a quem por isso suspira”.

Quando somos prejudicados por pessoas perversas, nossa reação é a de querermos fazer justiça. O problema é que a nossa justiça nesses casos pode se revelar como vingança. Por isso mesmo devemos confiar em Deus para que a justiça seja feita.

O desejo de Davi não é que o mal aconteça aos perversos, mas, sim, que Deus faça justiça contra eles, pois eles falam “soberbamente” (literalmente “mostrar-se grande”. E como eles fazem isso? Mostrando que são senhores de si mesmos “pois dizem: Com a língua prevaleceremos, os lábios são nossos; quem é senhor sobre nós?” (v.4).

Mas, Aquele que é o inigualável, Aquele que está acima de todos, o Grande e Eteno Deus “Por causa da opressão dos pobres e do gemido dos necessitados”, que sofrem nas mãos dos perversos, diz: “eu me levantarei agora, diz o SENHOR; e porei a salvo a quem por isso suspira” (v.5). A estes que suspiram e desejam a justiça de Deus, o Senhor Jesus diz: “Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão fartos” (Mt 5.6).

A nossa justiça vem de Deus. É Nele e tão somente Nele que devemos esperar por justiça. Porque este mundo causa tanta frustração às pessoas em se tratando de justiça? Porque a justiça que elas esperam e confiam está nas mãos de perversos. Mas, aquele que espera e suspira pela justiça de Deus será salvo por Ele das mãos dos perversos.

Aplicação v.3-5: você tem esperado em Deus por justiça? Ou você tem procurado os seus recursos e confiado naquilo que você tanto quer para sua vida? Muitos esperam resolver seus problemas com os recursos deste mundo, e é somente isto que terão: os recursos deste mundo. Mas, aquele que confia na justiça de Deus, disse Jesus, será farto, plenamente satisfeito.

Vivendo numa sociedade perversa glorificamos a Deus mostrando que

3) Somente Deus é a nossa verdade, v.6

Exposição v.6: “As palavras do SENHOR são palavras puras, prata refinada em cadinho de barro, depurada sete vezes”.

“As palavras do SENHOR”, aqui são as Suas promessas (registradas no v.5 de Se levantar e salvar os pobres e necessitados.

O contraste aqui entre as palavras dos perversos soberbos com as promessas (palavras) de Deus é impressionante. As palavras dos perversos arrogantes tal como o caráter deles são vazias e sem qualquer sustentação, ao passo que as palavras (promessas) de Deus são “puras” tal como a “prata refinada em cadinho de barro, depurada sete vezes”. A Palavra de Deus é mais preciosa do que todas as riquezas deste mundo (Sl 119.14,72,127,162); ela é inteiramente confiável porque é a verdade  (Jo 17.17). Assim como a prata que quanto mais resiste ao calor do fogo no cadinho mais pura ela fica, a Palavra de Deus quanto mais questionada e testada se mostra perfeita e pura.

Como é lastimável ver que as pessoas tratam a Palavra de Deus como algo sem valor e dão valor para as mentiras e as ilusões de pessoas perversas. Pior ainda é o caso de crentes que trocam a Palavra de Deus pelos recursos da psicologia humanista e ateísta; pais crentes que deixam de educar seus filhos de acordo com a Palavra de Deus para utilizarem dos recursos de uma pedagogia falida que já estragou gerações com seus postulados de que a criança não pode ouvir um “não”, que tem de ser educada partindo do princípio que ela é neutra e não tem nada de bom e nem de ruim em seu coração, ignorando assim o fato de que todos são pecadores, porque nasceram pecadores e pecam desde a mais tenra idade. Onde há neutralidade nisso? Por essas razões é que vemos a perversidade dessa sociedade só aumentar.

Aplicação v.6: Não se iluda com os ensinamentos deste mundo. Existe sim Verdade Absoluta: Deus! E em Sua Palavra você encontra a direção para sua vida e também o poder que você necessita para suportar a perversidade deste mundo. Se você confia em Deus e em Sua Palavra, você não necessita de nenhuma outra verdade, até mesmo porque Ele é a única Verdade.

Por fim, vivendo numa sociedade perversa glorificamos a Deus mostrando que

4) Somente Deus é a nossa proteção, v.7-8

Exposição v.7-8:7 Sim, SENHOR, tu nos guardarás; desta geração nos livrarás para sempre.  8 Por todos os lugares andam os perversos, quando entre os filhos dos homens a vileza é exaltada”.

Os versículos finais deste salmo expressam a confiança que os servos de Deus têm Nele. Se eles estivessem invertidos fariam mais sentido, alguém pode dizer. Mas, o Espírito Santo assim orientou o coração de Davi para que assim registrasse essas palavras nesta ordem. Assim sendo devemos entender o v.7 como uma promessa a qual devemos nos agarrar, e o v.8 como uma advertência a não tratarmos como algo de menor importância as palavras em comparação às ações. O apóstolo Paulo disse: “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes” (1Co15.33). É justamente este o ponto aqui. Onde a vileza, (, a indignidade são  exaltadas, enaltecidas e louvadas os perversos se manifestam por toda parte livremente, eles se sentem à vontade.

Um povo que não se envergonha de suas mentiras, que até exalta a esperteza e o tirar vantagem de tudo, não terá do que reclamar quando os perversos dominarem a situação. Os fundamentos da sociedade serão abalados (Sl 11.3), mas, em meio a tudo isso, nós, os filhos de Deus, descansamos na Sua promessa de que Ele próprio nos protegerá “desta geração nos livrarás para sempre”. Por esta razão, nós crentes não podemos sequer participar das palavras dos perversos tal como nos adverte o Apóstolo Paulo: 6 Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.  7 Portanto, não sejais participantes com eles” (Ef 5.6-7).

Aplicação v.7-8: Seu coração tem essa certeza, ou está assustado com a maldade cada vez maior em nossa sociedade? Você tem descansado no fato de que quem governa a sua vida não são os governantes do nosso país, mas, sim, Deus? Você descansa em Deus e em Sua Palavra a tal ponto de não temer qualquer crise e ataque dos inimigos? Irmão, quem sustenta a vida do crente é Deus. Quem o livra das mãos perversas e faz justiça pelo crente é Deus. Por isso, evite até as palavras dos perversos, porque como crentes somos exortados e admoestados por Deus: “Se alguém fala, fale de acordo com os oráculos de Deus” (1Pe 4.11a).

Conclusão

Desta sociedade perversa somos chamados para resistirmos confiantes em Deus a despeito da maldade reinante; nesta sociedade perversa fomos postos por Deus para fazermos a diferença mostrando que a nossa confiança está somente em Deus!

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana da Vila Pinheiro, Jacareí - SP, Bacharel em Teologia e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor e membro do Conselho Acadêmico do Centro de Estudos Teológicos do Vale do Paraíba (CETEVAP), São José dos Campos -SP, onde iniciou em 2020 seu Mestrado em Aconselhamento Bíblico. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador. Casado com Janaina F. S. A. Pereira e pai de Ana Cristina S. Pereira.
This entry was posted in Mensagens Expositivas do Livro de Salmos. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.