Cristo e a Sua Gloriosa Igreja – 4ª Mensagem

Ef 1.13,14

O Louvor de um Redimido

Parte III

Ao Espírito Santo que Garante a Redenção dos Filhos de Deus

Cristo e a Sua Gloriosa Igreja – 4ª mensagem

Qual a importância do Espírito Santo na vida de um crente? Sabemos que Ele é não somente importante, mas, indispensável, e totalmente necessário em nossa vida. Mas, por quê? O que Ele realiza em nós que é tão importante assim?

Nestes versículos o apóstolo Paulo vem nos mostrar qual a importância do Espírito Santo e nossa vida. E como temos visto os v.3-15 são uma doxologia à Trindade Santa. Já que Paulo rendeu seu louvor ao Pai que decidiu nos salvar, ao Filho que executou a vontade do Pai salvando-nos e agora veremos o louvor de um redimido Ao Espírito Santo que garante a redenção dos filhos de Deus.

Antes de prosseguirmos quero lhe perguntar: você sabe me dizer qual a relação entre a certeza da salvação e a pessoa do Espírito Santo em seu coração?

Nas palavras destes versos Paulo enfatiza aos efésios (e também a todos os crentes em todos os tempos) que eles realmente estão incluídos na família de Deus, e a prova disso está na graça de Deus que lhes foi revelada por meio do sacrifício de Cristo e da presença real e constante do Espírito Santo em seus corações.

O v.13 diz: em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa”.

Os dois particípios “ouvido” e “crido” aqui neste verso estão conjugados no que é conhecido como particípio temporal e expressam tempo contemporâneo “quando vocês ouviram (…) creram” (cf. Rienecker e Rogers. p. 387), ou seja, no mesmo momento em que os crentes efésios ouviram a Palavra da Verdade, o Evangelho da salvação, também creram em Cristo.

Naqueles dias (e também nos nossos) o que não faltavam eram os falsos evangelhos. Mas, os efésios foram seletos e quiseram ouvir somente a Palavra da Verdade. Por esta razão vieram a crer em Jesus. Sabemos que quem convence o pecador e o converte é o Espírito Santo. É Ele quem faz a obra no coração do pecador. Contudo, compete aos pregadores (formais e informais) do Evangelho, pregarem a Palavra da Verdade. O Espírito Santo não lançará mão de um evangelho mentiroso para converter um pecador. Só há verdadeira conversão quando há pregação da Palavra da Verdade! De outra forma, o Espírito Santo estaria sendo conivente com a mentira! Isto é uma heresia!

Ao ouvir a Palavra da Verdade o Espírito Santo leva o pecador a crer e neste exato momento acontece o selo do Espírito Santo. Neste exato momento o crente é marcado de uma vez para sempre e jamais perderá a sua salvação. Ao dizer “fostes selados” o apóstolo Paulo empregou o verbo “selar” (sfragi,zw) no aoristo do indicativo passivo. O tempo aoristo indica uma ação que foi concluída completamente quando aconteceu não deixando nada para se resolver ou completar depois. Assim sendo, o crente que uma vez recebeu a Cristo como seu salvador por meio da pregação do Evangelho da Verdade pode desfrutar em seu coração da certeza absoluta de sua salvação tendo como garantia a presença do Espírito Santo O qual jamais se retira dele. Nos tempos antigos os selos eram usados como garantia, indicando propriedade (a quem pertencia uma mercadoria) e também a inspeção e correção do conteúdo. É o que veremos no próximo verso.

No v.14 ele diz:o qual é o penhor da nossa herança, até ao resgate da sua propriedade, em louvor da sua glória”.

“o qual” refere-se ao Espírito Santo de quem Paulo vem falando desde o verso anterior. O Espírito é o “… penhor da nossa herança…”, ou seja, um penhor é um pagamento parcial quando uma dívida é assumida. O penhor também é a garantia de que o pagamento será efetuado. A palavra usada por Paulo aqui para “penhor” é  avrrabw,n que pode até mesmo significar um anel de noivado o qual comprova que um compromisso foi assumido e que se concretizará (cf. FOULKES, 1984, p.49).

“até ao resgate da sua propriedade”. O Espírito Santo no coração do crente é uma garantia tanto para o presente quanto para o futuro. No que diz respeito ao futuro, quando Cristo voltar para buscar a Sua Igreja não deixará nenhum dos que tiverem o “selo”, ou seja, o Espírito Santo. No que diz respeito ao presente momento, quem tem o Espírito Santo de Deus, este tem a salvação e a certeza de ser um filho de Deus.

Pode alguém perguntar: “Mas como saberei se tenho ou não o Espírito Santo em meu coração?”. A resposta está nos versos anteriores, especialmente no v.4: por meio de um viver santo e irrepreensível. Além disso, as palavras de Rm. 8.12-17 lançam luz sobre a questão. Quem tem o Espírito Santo em seu coração anda conforme Sua orientação. Veremos mais sobre este assunto em Ef. 4.17-24 e 5.3 – 6.9.

A nossa Eleição efetuada pelo Pai, a nossa redenção por meio de Cristo, e o selo do Espírito Santo, concorrem para o “louvor da sua glória”. Não há méritos humanos; não há glórias às obras dos homens; tudo é por Deus, para Deus e de Deus.

Eu fico pensando na bondade, misericórdia e amor de Deus para conosco; fico maravilhado!

Não mereço o amor de Deus, mesmo assim, Ele me escolheu por Seu amor; não mereço ser salvo, mesmo assim o Senhor Jesus me redimiu com Seu precioso sangue; não mereço tão gloriosa companhia, o Espírito Santo, mesmo assim, Ele não somente habita em mim como também aplica ao meu coração essas preciosas verdades garantindo-me que quando Cristo voltar subirei com Ele para a glória!

É o Espírito Santo quem faz a obra no coração do pecador:

1) Por meio da pregação do Verdadeiro Evangelho, v.13

Para Deus tanto os fins como os meios são importantes e tudo deve obedecer ao critério da Sua santa vontade. Eli Stanley Jones disse: “um evangelho errado conduz a um cristo errado; um cristo errado conduz a um céu errado; um céu errado é o próprio inferno”. Não compete a nós dizer quem é e quem não é salvo. A nossa incumbência é sermos fiéis em nossa tarefa de pregar o Verdadeiro Evangelho.

O Espírito Santo converterá a Cristo corações que ouvirem o Verdadeiro Evangelho.

Em Sua oração sacerdotal o Senhor Jesus disse: “Pai, santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade” (Jo 17.17).

Insistimos: só há verdadeira conversão quando há pregação da Palavra da Verdade! De outra forma, o Espírito Santo estaria sendo conivente com a mentira! Isto é uma heresia!

É o Espírito Santo quem faz a obra no coração do pecador:

2) Conferindo-lhe a plena certeza da sua completa salvação, v.14

Da perspectiva divina a nossa salvação foi executada plenamente e de uma só vez e não foi feita em etapas. Da perspectiva humana, porém, vemos as etapas. Deus nos escolheu antes da fundação do mundo, mas, nossa redenção foi realizada milênios depois quando Cristo Se encarnou e veio ao mundo. Essas verdades, porém, passaram a fazer parte da nossa realidade somente quando em nossa existência o Espírito Santo aplicou-as em nosso coração.

O Espírito Santo no coração do crente lhe dá a certeza de que Ele está presente em sua vida hoje, e que no futuro, nos céus de glória, ele (o crente) estará na Vida Eterna preparada por Deus para os Seus eleitos.

Implicações e Aplicações

No começo dessa mensagem eu perguntei se você sabe dizer qual a relação entre a certeza da salvação e a pessoa do Espírito Santo em seu coração. Pois bem, espero que tenha ficado claro que:

1) É Ele quem confirma em meu coração se sou ou não um salvo em Cristo. Todas as vezes que Satanás tenta colocar dúvidas em meu coração, o Espírito Santo me põe aos pés da cruz e me diz: “Cada gota desse sangue é por você”.

2) É Ele quem me capacita a viver conforme a vontade de Deus. Deus me salvou para ser santo e irrepreensível (imaculado) perante Ele. Para um nível de vida tão elevado assim eu preciso de alguém com poder infinito, e este alguém é o Espírito Santo.

3) É Ele quem me faz entender e crer na Palavra da Verdade. Foi Ele quem inspirou Seus santos servos a registrarem a Palavra de Deus (cf. 2Pe 1.20,21), portanto, ninguém há melhor que Ele para me fazer entender o que Ele quis dizer. Mas, não basta somente entender; é preciso crer. O meu coração precisa de ajuda também para crer, pois, por conta da incredulidade em meu coração caído, se Deus não vier ao meu encontro, eu, de mim mesmo não tenho forças para crer em tão maravilhosa verdade.

Conclusão

Deus deve ser louvado por aqueles a quem Ele por meio do Seu Santo Espírito revelou as verdades eternas da Palavra de Deus garantindo-lhes que o amor de Deus por eles é maior do que tudo neste mundo.

 

Rev.Olivar Alves Pereira

São José dos Campos, 14/10/2012

 

 

 

 

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana da Vila Pinheiro, Jacareí - SP, Bacharel em Teologia e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor e membro do Conselho Acadêmico do Centro de Estudos Teológicos do Vale do Paraíba (CETEVAP), São José dos Campos -SP, onde iniciou em 2020 seu Mestrado em Aconselhamento Bíblico. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador. Casado com Janaina F. S. A. Pereira e pai de Ana Cristina S. Pereira.
This entry was posted in Mensagens expositivas em Efésios. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.