Cristo, o Verdadeiro Deus e a Vida Eterna – 20ª Mensagem

Cristo e as Convicções do Crente – Parte II

1Jo 5.18-21

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

*Se você desejar receber o áudio dessa Mensagem deixe seu e-mail num comentário que lhe enviamos o arquivo em MP3

Chegamos ao final dessa carta preciosa. Depois de seis meses estudando-a com certeza tivemos oportunidades de crescermos no conhecimento da Palavra de Deus e de nos aprofundarmos em nosso relacionamento com Ele e com os nossos irmãos haja vista que um dos assuntos principais dessa carta é o amor.

Agora, nesta última mensagem continuamos o assunto da semana passada, a saber, Cristo e as convicções do crente.

Temos visto que ser crente é ter sólidas convicções a respeito da pessoa de Cristo e de Sua obra em nossa vida.

O versículo-chave para entendermos este parágrafo é o v.20 o qual nos mostra que é Cristo quem nos dá o entendimento para reconhecermos o Verdadeiro Deus. Este versículo é também o ponto central dessa carta na qual João nos mostrou que “Cristo é o Verdadeiro Deus e a Vida Eterna”.

Em nossos dias, quando um relativismo irracional que aparenta sabedoria quer por todas as formas negar a existência de Deus e afirmar que a Bíblia não passa de um livro qualquer, faz-se muito necessário os crentes estarem convictos de sua fé, serem firmes e não permitir que nada, absolutamente nada abale sua confiança em Cristo. Há um único Deus e Ele nos foi revelado na pessoa de Jesus Cristo; há uma única vida que pode ser chamada de Vida Eterna e esta está em Cristo Jesus.

Enquanto muitos dizem por aí que Jesus foi apenas um profeta (Islamismo), ou um espírito de luz (Espiritismo), ou o primeiro filho de Deus criado por Ele (Testemunhas de Jeová), ou ainda o “Grande mestre da moral” (Teologia Liberal), nós precisamos estar convictos de que Ele “é o Verdadeiro Deus e a Vida Eterna”, e por isso mesmo:

1)      Ele nos faz saber que somos nascidos de Deus, v.18a

O novo nascimento, também chamado de conversão, já foi amplamente apresentado nesta carta (2.29; 3.9; 4.7; 5.1; 5.4), agora, pela última vez nesta carta João retoma este assunto.

“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado”.

Primeiramente, devemos ressaltar o fato de que a Fé Salvadora consiste de convicções. João diz: “Sabemos”, ou seja, não se trata de achismos ou suposições, mas, de convicções. E o que é que “sabemos”? “…que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado”, ou seja, não continua pecando sem se arrepender. Alfred Plummer diz: “É possível um filho de Deus pecar, mas, sua condição normal é de resistência ao pecado”.

Foi justamente isso que Deus disse a Caim, embora este nunca tenha sido um filho de Deus: “Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo” (Gn 4.7).

A grande luta da vida de um filho de Deus concentra-se contra o pecado, pois, o pecado sempre é o exercício da nossa vontade em vez da vontade de Deus. O que é nascido de Deus tem em seu coração o desejo de fazer aquilo que agrada a Deus, e quando não consegue fazer isso e peca, imediatamente busca o perdão de Deus, para o quanto antes começar a fazer aquilo que agrada a Deus (cf. Ap 2.5).

2) Ele nos faz saber que estamos protegidos por Deus, v.18b,19

Há uma ideia tão pervertida na mente de muitos crentes hoje em dia, que remonta de uma heresia lá dos primeiros séculos da Era Cristã chamada de Maniqueísmo. Essa heresia ensina que existem duas forças contrárias operando no mundo mas, essas duas forças são igualmente poderosas. Concordamos que existem duas forças operando no mundo: a do Bem e a do Mal, a de Deus e a do diabo. Porém, elas nunca foram e jamais serão igualmente poderosas. Satanás tem poder, mas, ele é um capacho de Deus, ele só pode lhe fazer o que lhe for permitido por Deus.

Por isso, não precisamos temer o diabo. Aliás, a Bíblia nos ordena a resisti-lo porque é resistindo-o que ele fugirá de nós (Tg 4.7). E nessa resistência contra o diabo você pode ter a certeza de que “Aquele que nasceu de Deus”, ou seja, Jesus Cristo, “o guarda e o Maligno não lhe toca” (v.18b). Satanás deseja avidamente colocar as mãos sobre a sua vida para feri-lo e todas as vezes que você cede ao pecado dá a ele oportunidade de tocar em você. Por isso, mesmo sua luta contra o pecado é crucial, porque lutando contra o pecado e vencendo-o por meio da obediência a Deus você não dará a Satanás a chance que ele precisa para tocar em sua vida. Agora preste muita atenção: Deus não quer você lutando sozinho. Sua parte é lutar contra o pecado; defende-lo do diabo é a parte de Deus em Cristo Jesus.

O v.19 nos apresenta uma verdade que tem sido distorcida também, a saber, a ação do diabo no mundo. A Bíblia diz: “Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno”. Há quem pense que Satanás controla a Criação. A palavra “mundo” tem vários significados, e aqui, à luz do contexto, quer dizer “pessoas”. Quando Satanás tentou a Jesus no deserto lhe disse: Dar-te-ei toda esta autoridade e a glória destes reinos, porque ela me foi entregue, e a dou a quem eu quiser” (Lc 4.6). Mas, quando foi que Satanás passou a ter esse domínio? Ele de fato o tem?

Devemos lembrar que Satanás não é dono de nada porque ele não criou nada. Contudo, quando Deus criou o homem fê-lo Seu “vice-regente” da Criação. Mas, no momento em que o homem cedeu à tentação do diabo deixou seu alto posto de vice-regência ao lado de Deus para ser escravo do diabo e do pecado. Agora, observe a vastidão da Queda: “o mundo inteiro jaz no Maligno”, ou seja, não há uma única pessoa neste mundo que não seja pecadora e que até o momento do seu novo nascimento não esteja sob o domínio de Satanás. Em 3.8 João disse: “Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo”.

Se você nasceu de novo não tem mais nada o que temer em relação ao diabo. Ele não pode tocar em sua vida, e muito menos afastá-lo de Deus. Tenha convicção de que estando em Cristo, Satanás nada pode contra você. Como João mesmo disse em 4.4: “porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo”. Aleluia!

3) Ele nos faz saber quem é o Verdadeiro Deus, v.20,21

         

Como apontamos no início dessa mensagem, o relativismo dos nossos dias, a idolatria sempre presente na humanidade em todos os tempos, heresias que se propagam de tempos em tempos, tudo isso se contrapõe à Verdade que está exclusivamente em Deus.

No fim de sua carta João vem nos mostrar que o Filho de Deus, Jesus Cristo, veio para nos dar o entendimento a fim de reconhecermos o que é verdadeiro. O verbo “veio” está no presente do indicativo ativo, e, portanto, deve ser traduzido por “ter vindo” (HIENECKER-ROGERS, p.591). O fato de Cristo ter vindo ao mundo foi para nos dar entendimento, ou seja, a habilidade, a faculdade de raciocinar corretamente a fim de “reconhecermos o verdadeiro”. E João acrescenta: “e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna”  (v.20).

O contraste aqui com os ídolos é crucial. No v.21, sem dar qualquer explanação sobre o que ele afirma, João simplesmente fecha a carta com uma curta, porém, vigorosa advertência: “Filhinhos, guardai-vos dos ídolos”. Que a idolatria sempre foi um pecado presente na humanidade isso se constata desde o Éden quando a serpente induziu nossos pais a serem iguais a Deus. Dessa forma, o primeiro ídolo criado pelo homem foi ele mesmo. E o que é a idolatria senão uma devoção prestada a um ídolo na expectativa de que este ídolo nos dê o que queremos? Isso mostra que por trás de um ídolo está o nosso próprio coração. Como Calvino afirmou: “O coração do homem é uma fábrica de ídolos”.

Guardemo-nos dos ídolos, ou seja, fujamos de qualquer forma de idolatria. Ídolos são substitutos fajutos e mentirosos que criamos e que tomam o lugar de Deus em nosso coração. O Verdadeiro Deus é o Senhor Jesus Cristo que não existe para fazer a nossa vontade (como os ídolos). Ele é o único que pode nos tornar livres das garras do pecado e de Satanás e nos fazer viver de verdade. Somente quem tem sua fé alicerçada em Cristo é que vive de verdade.

 

O que Deus quer que você faça?

1) Fuja do pecado. Não meça forças com o pecado. Apesar de você ter o poder de Deus para vencer o pecado, não se coloque em situações de risco. Nas situações em que você for tentado, saiba que Cristo está contigo.

2) Resista ao diabo. A Bíblia nos manda resistir ao diabo, mas, para isso, antes devemos nos sujeitar à poderosa mão de Deus. Tema a Deus e você não precisará temer ao diabo.

3) Adore o Verdadeiro Deus. A única maneira de você não ser um idólatra escravizado por ídolos que você mesmo criou e que não podem satisfazer-lhe de verdade é adorando o Único e Verdadeiro Deus, Jesus Cristo em quem você encontra a Vida Eterna.

 

Conclusão

          Cristo é o Verdadeiro Deus e a Vida Eterna.

Rev.Olivar Alves Pereira

São José dos Campos, 22/09/2013

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou de Direita Conservadora.
This entry was posted in Mensagens Expositivas em 1ª João. Bookmark the permalink.

8 Responses to Cristo, o Verdadeiro Deus e a Vida Eterna – 20ª Mensagem

  1. GERSON BATISTA DA SILVA says:

    gostei muito dessa mensagem.
    Eu gostaria de receber o áudio dessa mensagem, por favor. meu email é: gersonpureza2008@hotmail.com

  2. Marcelo Elias da Silva says:

    Pastor me mande o áudio

  3. Leandro Alexandre Silva says:

    Olá, fui muito edificado com essa mensagem gostaria de receber o áudio da mesma o meu email é leandroipb@bol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *