DOIS EM UM

Rev. Olivar Alves Pereira

Todo pecado cometido, nunca é um só, mas, sempre dois pecados; é o pecado em si, e o pecado de dar as costas para Deus ignorando a Sua santa vontade. Veja, por exemplo, o que Deus disse em Jr 2.13: “Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas”. Israel havia cavado para si cisternas rotas, sem água e lamacentas, quando deram as costas para Deus, Aquele que é o “manancial de águas vivas”.

          Todas as vezes que cometemos um pecado, por exemplo, uma mentira, ódio, ressentimento, preguiça, maledicência, não é só esse pecado cometido que deve ser contado, mas, também o pecado que nos levou a esses pecados, a saber, dar as costas para Deus.

          Diante disso, algumas verdades precisam ser frisadas aqui:

          Nenhum pecado é completa e verdadeiramente vencido enquanto não confessarmos o pecado cometido juntamente com o pecado de termos desprezado a vontade de Deus. A pessoa que estiver lutando contra um vício, não o vencerá enquanto não reconhecer que o que o levou ao vício não foi apenas a sua curiosidade, ou fuga, ou qualquer outro motivo, mas, sim, o fato de ter dado as costas para Deus, de ter desprezado “as águas de vida”, a plena felicidade e satisfação possíveis somente Nele. Enquanto o maledicente não compreender que a sua maledicência resultou de seu coração egoísta e prepotente que deu as costas para Deus ignorando a Sua vontade de que Seus filhos tenham lábios puros, o maledicente não vencerá esse pecado em sua vida, e não descobrirá a plena satisfação de usar sua boca para glorificar a Deus e promover o bem das pessoas.

          Ao confessarmos qualquer pecado devemos confessar também o pecado de ter desprezado a Deus. Sempre são “dois em um”; sempre serão dois pecados cometidos quando um pecado for cometido. Logo, ao confessar um pecado, lembre-se do outro também.

          Enquanto não compreendermos que todas as vezes que pecamos estamos seguindo o nosso coração enganoso que nos faz acreditar que a nossa vontade é melhor que a vontade de Deus, também não venceremos o pecado e nem nos deleitaremos na glória de Deus.

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos – ABCB. Na Política sou de Direita Conservadora.

This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

2 Responses to DOIS EM UM

  1. Pedro says:

    Graça e Paz! Ótima apresentação do assunto, realmente, é mais do que “apenas” um, me faz pensar muito no Salmos 51 “contra ti somente, pequei”. Que tenhamos tal discernimento sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *