JESUS E A PUBLICIDADE

No Evangelho de Mateus no capítulo 12 a partir do versículo 9 encontramos o Senhor Jesus realizando um milagre no qual ele curou a mão ressequida de um homem. Os judeus querendo encontrar algo para acusar o Senhor Jesus levantaram a questão se era lícito realizar curas no dia de sábado. Respondendo-lhes com uma pergunta, Ele lhes mostrou que se algum deles tivesse uma ovelha em apuros no dia de sábado com certeza haveria de socorrê-la. Dessa feita, quanto mais vale um ser humano do que uma ovelha aos olhos de Deus? Mas, o desfecho dessa situação foi tremendo. O Senhor Jesus curou aquele homem e isso aguçou ainda mais a raiva dos judeus para com Ele.

No v.15 Mateus registrou que muitos seguiram a Jesus depois de verem esse milagre. No v.16 lemos que Ele “advertindo-lhes, porém, que o não expusessem à publicidade”. Mas, porque Ele assim os advertiu? Continuando nossa leitura no Evangelho veremos que era porque a Sua hora de ser sacrificado ainda não havia chegado e muitas outras coisas deveriam ser realizadas por Ele antes do Seu sacrifício. Nada deveria estorvá-lo em Seus objetivos, e, se Ele fosse exposto indevidamente por conta de uma publicidade imprópria, com certeza teria alguma coisa atrapalhando o Seu propósito. É claro que eu creio que nada pode impedir a realização dos propósitos de Deus, mas, podem interferir no percurso e trazer dificuldades desnecessárias. É aqui que eu quero chegar.

Tenho visto tantos líderes eclesiásticos fazendo de tudo para serem famosos. Lançam mão de toda forma de publicidade tais como: participarem de programas espúrios de TV, “stand up” em vez de pregação (isso para não falarmos do uso de palavrões), eventos que atraem multidões, mas, que afastam as pessoas de Deus, etc. Tudo para estarem na Mídia, para terem seus nomes citados nos jornais, nos programas de TV, na Internet e em outros meios de comunicação. Estes tais amam a publicidade tão evitada pelo Senhor Jesus, publicidade esta que traz escândalos em vez atrair as pessoas a Cristo.

O amor à publicidade é tanto que leva muitos líderes ao ridículo, tal como apresentar sua nova esposa porque se divorciou da primeira (e às vezes da segunda ou terceira), a usar de um linguajar que só um traficante ou um viciado usaria, a tomarem a Bíblia e a distorcerem descaradamente. Sobem em palanques com políticos corruptos e canalhas apoiando-os em seus pleitos eleitorais.

Como certa vez ouvi um professor dizer: “Ministério pastoral e fama não andam juntos; ou você escolhe um ou outro, mas, nunca os dois juntos”. Achei radical da parte dele, mas, hoje, entendo e concordo plenamente com meu professor.

Não quero ser famoso, reconhecido pelos homens e nem estar na Mídia. Quero apenas, em todas as oportunidades que Deus me der ser fiel na pregação da Palavra enquanto sou fiel a ela também. Que Deus me ajude.

Rev. Olivar Alves Pereira

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana da Vila Pinheiro, Jacareí - SP, Bacharel em Teologia e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor e membro do Conselho Acadêmico do Centro de Estudos Teológicos do Vale do Paraíba (CETEVAP), São José dos Campos -SP, onde iniciou em 2020 seu Mestrado em Aconselhamento Bíblico. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador. Casado com Janaina F. S. A. Pereira e pai de Ana Cristina S. Pereira.
This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.