Labor e Sabor

Essas duas palavras vêm do latim. Labor (larore) e sabor (sapere). O labor é o trabalho, aquilo que realizamos com as nossas mãos, daí a nossa palavra “laboratório” (lugar onde se debruça sobre o trabalho). Já o sabor, é o gosto que sentimos, que provamos de algo que comemos.

Ambos podem ser bons ou ruins. Se o labor de um homem traz benefício para si e para a sociedade e, acima de tudo glorifica a Deus, então é um bom labor; em contrapartida, se for um labor que traz danos imediatos aos outros, e a longo praz a nós mesmos, então tal labor não glorifica a Deus e contribui para a iniquidade. O mesmo pode acontecer com o sabor de algo que comemos ou bebemos. Se estiver devidamente preparado e conservado, e, além disso, estiver na ocasião correta, com certeza será gostoso e prazeroso; do contrário será horrível.

Bem, por que estou dizendo essas coisas? Explico. Mais uma vez estou aqui pensando em nossas crianças. Nossa geração tem poupado suas crianças do labor, e proporcionado a elas o “sabor” das coisas que elas querem – friso esse ponto: damos às nossas crianças o que elas querem e não o que elas precisam. Criamos assim uma geração que cultua o prazer.

Temos de ensiná-las que antes de saborearem as delícias dessa vida, devem primeiramente laborarem no plantio, cultivo e colheita. Nossas crianças não sabem mais o processo das coisas. Quase todos os pais já tiveram a experiência de seu filho pequeno pedir algo e responder-lhe que não tinha o dinheiro para tal coisa, e a criança dizer em sua ingenuidade: “É só ir ao caixa eletrônico, ou preencher um cheque!”, como se não precisássemos pôr dinheiro na conta primeiro.

Em Ec 3.12-13, Salomão aponta que não há erro ou pecado algum desfrutarmos do nosso labor. Mas, em lugar algum a Bíblia nos incentiva a que desfrutemos de algo sem antes termos laborado. Ensine isso aos seus filhos, um dia eles agradecerão a você.

Soli Deo Gloria!                                                

Rev. Olivar Alves

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana da Vila Pinheiro, Jacareí - SP, Bacharel em Teologia e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor e membro do Conselho Acadêmico do Centro de Estudos Teológicos do Vale do Paraíba (CETEVAP), São José dos Campos -SP, onde iniciou em 2020 seu Mestrado em Aconselhamento Bíblico. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador. Casado com Janaina F. S. A. Pereira e pai de Ana Cristina S. Pereira.
This entry was posted in Aconselhamento Bíblico. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.