Perseverança e teimosia: você sabe qual a diferença?

Essas duas palavras sempre são tomadas como sinônimas e é muito comum vermos as pessoas trocando uma pela outra. Mas, há diferença, e muita diferença entre elas.

Em termos bem práticos podemos defini-las da seguinte forma: a perseverança é uma atitude firme de permanecer naquilo que é certo, e a teimosia, por sua vez é insistir naquilo que é errado.

Na Bíblia, a palavra “teimosia” (do hebraico šerîrût) aparece somente duas vezes, uma no Sl 81.13, e a segunda em Jr 11.8, sendo aqui traduzida por “dureza de coração”. Em ambos os textos refere-se ao pecado de Israel em insistir em seu pecado de idolatria e rebeldia diante de Deus.

Já a palavra “perseverança” é tipicamente do Novo Testamento (do grego hypomonê) que literalmente significa “viver debaixo de”, ou seja, uma atitude paciente, que permanece debaixo de uma provação sem desanimar e desistir. Sempre a Bíblia relaciona esta palavra com o compromisso firme com Deus.

Bem, como você pode por esse ensinamento em prática? Antes de saber se você deverá permanecer num propósito, você precisará ter bem claro em sua vida se tal propósito está de acordo com a vontade de Deus ou se o mesmo é algo que está em oposição à Palavra de Deus.

Uma vez tendo bem clara a natureza de um propósito, aí você terá como saber se está sendo perseverante (o que é bom) ou se está sendo teimoso (o que é pecado). Se você tiver bem claro diante de seus olhos que uma coisa é pecado e você continua insistindo nela, então você está sendo teimoso; se algo for coerente com a Palavra de Deus, então sua atitude em ficar firme no cumprimento dela será perseverança.

Não seja teimoso, mas, sim, perseverante. Glorifique a Deus com um comportamento obediente e resoluto em continuar obedecendo a Ele. Mas, se você decidir seguir a sua própria vontade, então você estará sendo teimoso e pecando.

Rev. Olivar Alves Pereira

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana da Vila Pinheiro, Jacareí - SP, Bacharel em Teologia e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor e membro do Conselho Acadêmico do Centro de Estudos Teológicos do Vale do Paraíba (CETEVAP), São José dos Campos -SP, onde iniciou em 2020 seu Mestrado em Aconselhamento Bíblico. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador. Casado com Janaina F. S. A. Pereira e pai de Ana Cristina S. Pereira.
This entry was posted in Aconselhamento Bíblico. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.