Poeira de estrela?

O senso de ridículo passa longe de muitos (pretensos) cientistas. Um dia desses assisti a um documentário cujo ponto central era a teoria de que viemos todos, quer seres vivos, ou quaisquer elementos naturais, do núcleo de uma estrela que explodiu.

O que me faz rir nessa história toda não é a afirmação de que somos “poeira de estrela”, até mesmo porque a Bíblia afirma que somos “pó da terra”. Entre pó de estrela e pó da terra até que não há muita diferença. O que me deixa intrigado e até mesmo revoltado é a incoerência dos cientistas que dizem que para o homem pós-moderno os pressupostos religiosos devem ser abandonados e desprezados por não passarem de mera superstição e atraso. Contudo,o que eu pergunto é: são as teorias científicas isentas dos tais pressupostos religiosos?

Observe essa “teoria” de que viemos todos do núcleo de uma estrela. Qual a diferença entre afirmarmos que somos poeira de estrela ou pó da terra? Se fico com o que a Bíblia diz, sou tido por atrasado e simplório. Mas, e se eu ficar com o que um cientista incoerente diz, serei o que? Lúcido? Creio que serei o mais tapado dos seres humanos, pois, no alto da minha arrogância sou incapaz de perceber minha incoerência.

Não quero aqui provocar rixas e disputas entre a Fé e a Ciência, até mesmo porque creio que ambas devem caminhar juntas se quiserem trazer benefícios para a humanidade. Mas quero chamar à coerência aqueles que ignoram a Verdade Absoluta da Palavra de Deus. Sim, embora a Bíblia não seja um livro científico (não é essa a proposta dela) ela é coerente, e quanto mais o tempo passa, por mais descobertas que a Ciência faça, sempre esbarra nas verdades há muito anunciadas pela Bíblia.

Eu não tenho dificuldade alguma com a verdadeira Ciência, que em vez de lutar para fazer o mundo ateu, busca respostas e soluções para as mazelas da humanidade. Mas, dessa pseudociência, que ridiculariza os pressupostos religiosos e ao mesmo tempo lança mão deles para “confirmar” suas teorias, eu quero é distância.

Se no passado a Fé Cristã foi acusada de ser a-cientista, hoje a ciência pode ser acusada de ser ateia.

Rev. Olivar Alves Pereira

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou de Direita Conservadora.
This entry was posted in Apologética. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *