RECONHECENDO UM TEÓLOGO LIBERAL

Por Olivar Alves Pereira

O liberalismo teológico é pernicioso, destrutivo e letal. Por onde passa ele causa a morte de igrejas e gera secura na alma dos indivíduos. Por que? Porque ele é um dos instrumentos mais diabólicos de todos os tempos.
Ele prega que o Reino de Deus não é nada do que a Bíblia diz, mas, sim, a capacidade de alguém que se diz seguidor de Cristo, de transformar o mundo por meio do amor. Dessa forma, o liberalismo coloca na conta do pecador uma responsabilidade que o Evangelho de Cristo jamais colocou. Não fomos chamados para transformar o mundo, mas, sim, para testemunharmos (testemunha, literalmente é alguém sujeito ao martírio) da Graça de Deus. É uma tolice sem precedentes pensarmos que nós podemos mudar o mundo. O próprio Cristo, com todo o Seu poder, quando esteve aqui não fez isso. Jerusalém continuou sob o julgo romano por décadas após Cristo (só para citar um exemplo).
O liberalismo teológico mente, engana e ludibria quando fala de ação social em vez da pregação do Evangelho, e coloca esta como irrelevante se não vier acompanhada daquela. Devemos socorrer os necessitados, estender a mão ao sofredor, mas, se não lhe pregarmos o Evangelho, e se o Espírito Santo não lhe abrir os olhos para ver as maravilhas do Reino de Deus, de nada adiantará enchermos a barriga dele. Ele será apenas um perdido de barriga cheia.
Quando então você ouvir alguém dizendo: “Temos que fazer uma RELEITURA do Evangelho”, ou “a Igreja precisa buscar sua RELEVÂNCIA por meio de obras sociais”, ou “Temos que responder às questões do século XXI com respostas do século XXI, e não com respostas do século XVI”, ou você se deparar com uma igreja que insiste em não se apresentar como igreja, mas como “comunidade”, ou “grupo de amigos”, ou “igreja para quem não gosta de igreja”, ou ainda “a igreja que gosta daqueles de quem a igreja não gosta”, saiba que você está diante desse veneno do liberalismo que tem pinta de intelectual, mas, não passa de arrogância humana que despreza o conhecimento de Deus; que dialoga com os diferentes, mas, deixa tudo igual e do mesmo jeito de sempre; que propõe ser relevante, mas, o único resultado que deixa por onde passa são igrejas mortas (veja a Europa).
O verdadeiro Evangelho transforma de fato, toma indivíduos pecadores do reino das trevas e os transporta para o Reino de Deus e os transforma em filhos de Deus revelando o Seu caráter santo neste mundo. Estes filhos de Deus não transformam o mundo, eles só mostram que foram transformados, e que quem fez essa transformação em suas vidas foi o próprio Deus.

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador.
This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

2 Responses to RECONHECENDO UM TEÓLOGO LIBERAL

  1. Luiz Paulino says:

    Concordo com você pastor. A obra social sem a mensagem da salvação em Cristo não passa de um evangelho manco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.