Santificação e Santidade: qual a diferença?

Ouça essa mensagem através do link

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leia 1Coríntios 1.1-3

Duas palavras que são tidas por sinônimas são: Santificação e Santidade. E embora elas sejam muito parecidas em sua pronúncia e até mesmo na aplicação em nossa vida, elas não são sinônimas e muito menos, seus efeitos são os mesmos. Então, Santificação e Santidade: qual a diferença?

No presente texto, o apóstolo Paulo ao saudar os crentes membros da Igreja Cristã da cidade de Corinto faz a distinção entre Santificação e santidade.

 1) O que é a “Santificação”?

Observe o que Paulo diz: “…aos santificados em Cristo Jesus…” (v.2). O verbo “santificar” no grego é hagiázô e o particípio desse verbo aqui é hegiásmènois e o qual está na voz passiva. Isso indica que é uma ação a qual o sujeito da oração sofre e para a qual ele nada faz ou contribui.

Aqueles crentes que eram a “igreja de Deus” foram santificados por Deus. Não foi algo que eles produziram por seus esforços, mas foi um ato deliberado da vontade de Deus em transformar pecadores indignos em Seus filhos.

Esse mesmo sentido para “santificação” é visto no v.30 deste capítulo, onde Paulo diz: “Mas sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação e redenção”.

Observe que tanto no v.2 como no v.30 essa obra de santificação que Deus realiza nos corações é por meio de Jesus Cristo. Fomos santificados em Cristo Jesus e, Ele é a nossa santificação.

Paulo lembra àqueles irmãos da igreja de Corinto que eles receberam essa bênção de Deus não por merecimento, mas porque Deus assim o quis fazer.

Feito isso ele passa a mostrar

 2) O que é a “Santidade”?

Então ele diz: “…aos (…) chamados para ser santos…”. No grego o que vemos é klhtoi/j a`gi,oij, que literalmente traduzido fica: “chamados (de fato) santos”, ou “chamados efetivamente para ser santos”. E isso quer dizer: “chamados para uma conduta santa, um comportamento que expresse a santificação que Deus lhes conferiu”.

Enquanto a Santificação é um ato da graça Divina em purificar um pecador, a Santidade é o ato de Deus separar para Si esse pecador o qual Ele purificou para o “Seu uso”. Eis o porque o pecador que foi santificado deve continuar vivendo em santidade diante de Deus, pois, é assim que ele cumpre o propósito da Santificação em sua vida.

Contudo, nessa vida de Santidade, a pessoa não luta com seus próprios recursos. Em vez disso, luta com o poder de Deus.

Em seu cerne, tanto a Santificação como a Santidade são obras da graça de Deus no coração da pessoa.

Implicações e aplicações

No que nos implicam essas verdades?

1ª implicação

 Veja bem o final do v.2: “…com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso”.

A Santificação e a Santidade implicam em comunhão com Cristo, o nosso Senhor, e com Sua igreja, o Seu Corpo.

Você foi purificado (santificação) por Deus e separado (santidade) por Ele para viver em comunhão com Ele e com todos aqueles que também receberam essa mesma graça.

2ª implicação

Observe o v.3: “graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo”.

Tanto a Santificação que Deus operou em nosso coração e a Santidade na qual Ele nos preserva resultam em graça e paz.

Pela graça de Deus recebemos tudo quanto necessitamos para um viver que agrada a Deus; e com a Paz de Cristo em nosso coração temos o que necessitamos para um viver de vitória e alegria.

Conclusão

Santificados para viver em santidade. Santificação é Deus nos purificando, e santidade é Deus nos capacitando a nos comportar de modo digno dessa preciosa vocação.

Paulo ao introduzir a sua carta com essas verdades estava chamando a atenção daqueles irmãos para o fato de que como santificados e santos que eram em Cristo Jesus, eles estavam muito aquém do que deveriam na vida cristã. Diversos pecados que iam de um partidarismo arrogante até atos incestuosos dentro daquela igreja, apontavam para o fato de que eles estavam se esquecendo, ou o que é pior, pouco se importando para o fato de que Cristo os santificou e os separou para Si para que eles vivessem de forma digna dessa obra maravilhosa que Deus realizara em seus corações.

Que seguindo a instrução da Palavra de Deus e com o coração cheio de gratidão a Ele por tudo o que Ele realizou e está realizando em nossas vidas, possamos demonstrar a santificação que Deus realizou em nós e a santidade em nosso comportamento mostrando para o que fomos salvos.

Mensagem proclamada na Igreja Presbiteriana no Jardim Sul e no Acampamento das Igrejas Presbiterianas de Itapuca e 5ª IP de Barra Mansa em 20/02/2012

Rev.Olivar Alves Pereira

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos – ABCB. Na Política sou de Direita Conservadora.

This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

53 Responses to Santificação e Santidade: qual a diferença?

  1. simao josé says:

    não tenho palavras para lhe agradecer por esta materia que para mim é e será uma grande ferramenta tanto para viver como para exortar a favor da santidade como a aceitar a santificação que e o processo do agir de aos que aceitam a cristo como senhor e salvador muito obrigado eu Deus todo poderoso continua a lhe abençoar poderosamente e possa ser um grande atalaia para esta geração que tem se afastado do verdadeiro Deus.

    • Agradeço sua visita a este site.
      Suas palavras são um incentivo para continuarmos produzindo textos e áudios para a glória de Deus e para o bem da Igreja de Cristo.
      Conto sempre com suas orações.
      Deus o abençoe sempre.

  2. Eudo Carlos Conçeição da Silva says:

    Que estudo maravilhoso tirei minhas duvidas sobre o assunto.

    • Olivar Alves Pereira says:

      Graças a Deus, meu irmão! Que Ele complete o ensino da Sua Palavra em seu coração a cada dia. Estou à sua disposição sempre.
      Abraços

  3. antonio says:

    FUI PROFUNDAMENTE TOCADO POR DEUS ATRAVÉIS DESTA MENSAGEM, QUE É TÃO IMPORTANTE E URGENTE PARA O POVO DE DEUS EM NOSSOS DIAS.

    • Olivar Alves Pereira says:

      Você tem razão. Santidade de vida não é somente o alvo que os crentes nunca podem perder de vista, mas, o conteúdo da vida de um crente.

  4. luan sales says:

    fazia tempo q ñ via um comentário tao rico em palavras esclarecedoras pois muitos pensam q existem alguma outra coisa q possa purificar o homem santificar o homem de todo pecado pois só existe uma coisa q purifica e santifica o homem se chama JESUS DE NAZARE

    • Olivar Alves Pereira says:

      Oi Luan
      Obrigado por sua participação aqui.
      Sim, concordo com você: somente Cristo e mais ninguém pode nos purificar. Em minha série de mensagens expositivas na 1ª Carta de João quando preguei em 1.5-10, há um comentário muito pertinente sobre o v.9 que diz que Cristo nos perdoa e purifica. Confira lá.

      Peço-lhe que me ajude na divulgação desse site. Meu propósito não é outro senão pregar o Evangelho. Ajude-nos nessa tarefa.
      Abraços
      Rev. Olivar

  5. gildene medeiros says:

    Foi muito válido pra mim esse estudo, Deus continue abençoando seu ministério na terra em santidade, a paz do Senhor Rev. Olivar Alves Pereira.

    • Olivar Alves Pereira says:

      Louvado seja Deus.
      Esse é o objetivo desse blog: edificar corações na Palavra de Deus. Fique sempre à vontade para ler, comentar, opinar e se possível nos ajudar na divulgação. Nosso objetivo não é outro senão pregar o Evangelho.
      Deus abençoe muito sua vida e família.

  6. Reverendo Olivar;

    O que dizer após ler tal artigo? Talvez um obrigado, ou quem sabe um muito obrigado. Mas de uma coisa sei: Que graças a Deus você se predispôs a entender sobre Ele e hoje nos repassa tal descoberta. Estamos juntos. Também sou teólogo. E nessa caminhada me espelho em pessoas como você. Graça e paz a todos. Sucesso!

    • Olivar Alves Pereira says:

      Olá amado.
      Ainda na mensagem de hoje na Igreja da qual sou pastor, pregando em At 8.26-40 umas das coisas que ressaltei é a humildade que devemos ter em buscar ajuda de outros para nos ajudar a crescer. E nesse sentido, o mais proeminente dos teólogos deve ser humilde em reconhecer suas limitações. Sou apenas mais um dedicado estudante das Escrituras, um anão sentando nos ombros de gigantes do passado.
      Sou seu companheiro nessa jornada.
      Deus o abençoe e saiba que são pessoas como você (sedentas da Palavra) que me impulsionam em continuar com esse blog.
      Fique à vontade para usar o material que lhe for conveniente.
      Abraços.

  7. Reginaldo says:

    santidade é: Um ato de sermos separados para Deus. Enquanto Santificação é: um processo moral e espiritual que começa na regeneração e se completa na glorificação.

  8. Luiz Antonio says:

    Dou graças porque Deus capacitou este homem de Deus para nos responder grandes duvidas

    Muitíssimo obrigado.

    • Olivar Alves Pereira says:

      A Deus toda a glória, irmão.
      Também louvo a Deus por pessoas como o irmão que querem crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Deus disponibiliza a bênção Dele para os corações que O buscam.
      Deus o abençoe sempre.

  9. Leonardo Oliveira says:

    Sou membro da 1ª IPB-JF, muito bom o estudo, gostei bastante…
    não conhecia o site, pesquisei o assunto em “imagens” para copiar uma imagem para o estudo que darei numa congregação da igreja,sobre o tema, e Deus me deu a oportunidade de ver o artigo…
    sem dúvidas, enriqueceu o meu estudo, e MUITO MAIS, a minha mente e coração!
    Deus continue abençoando e usando poderosamente!

    • Olivar Alves Pereira says:

      Louvado seja Deus, meu irmão querido.
      Use à vontade o que lhe for conveniente desse site. Ele foi criado para proclamar a Palavra de Deus e abençoar vidas com o Evangelho.
      Deus o abençoe.

  10. Fernando says:

    Está faltando mensagens profundas, esclarecedoras e de suma importância como esse que acabamos de ler sobre Santificação e Santidade. Que o Senhor Jesus nos conceda a graça de nos ensinar os seus ensinamentos contidos na sua Palavra que as vezes passam despercebidos por aqueles que crêem no Seu Nome.

    • Olivar Alves Pereira says:

      Oi Sr. Luis Fernando
      Sim, concordo contigo. Estão transformando os púlpitos em picadeiros e palanques; a Igreja em auditório e plateia; e a pregação em “stand up”. É lamentável.

  11. Edesio says:

    O link da mensagem esta quebrado, tem ele em outro lugar, ou seria possível arruma-lo?
    Obrigado, Deus o abençoe sempre.

  12. Lucio Lopes says:

    Muito obrigado pelo esclarecimento, gosto muito quando é usado o grego pois acaba com os achismos. Deus o abencoe cada dia mais pastor.

  13. Miguel says:

    Para-mim, á santificação tem muito á ver , Com os ensinamento! Pois com ser santificado sem os ensinamento, que com diz com o espirito de condutas, da divindade de do espirito santo, com Jesus Cristo, e com o Deus, Justo!

    • Olivar Alves Pereira says:

      Caro Miguel
      O senhor tem toda razão. Hoje pela manhã enquanto eu fazia minha devocional li FP 3.3 que diz:
      “Porque nós é que somos a circuncisão, nós que adoramos a Deus no Espírito, e nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne”.
      Observe que a Trindade Santa está totalmente envolvida na vida do crente, levando-o à santificação e santidade.
      Forte abraço.

  14. Marla says:

    O que Deus mais cobra: santidade ou santifição?

    • Olivar Alves Pereira says:

      Santidade é a identidade do crente em Cristo, é a forma como o crente vive diante de Deus.
      Santificação é obra do Espírito Santo no coração do crente.
      Logo, viver em santidade é viver de acordo com a santificação que o Espírito Santo opera em nosso coração.

  15. Edjane Batista Leonardo Duarte says:

    Boa tarde!
    Só agradecer pela bela, explicação. Eu estava tentando explicar aos meus filhos, agora posso dizer com a certeza que não estou errada. Deus abençoe!!!

  16. Pr.claudio de Araujo Lima says:

    bom dia ! agradeço por essas palavras edificantes, fui tocado por este estudo , e tirei algumas palavras para dar um estudo a respeito da santificação se o Rev. permitir…amém!

  17. Pr.claudio de Araujo Lima says:

    bom dia ! gostei muito da palavra, obrigado!

  18. fui despertado a estudar esse assunto visto que muitos param de fazerem a obra de Deus porque se acham desqualificado para o trabalho, as acusações e condenações do diabo acaba parando os chamados de Deus, obrigado pela palavra de sabedoria compartilhada aqui.

    • Olivar Alves Pereira says:

      Irmão, não desanime. Olhe firme para o Autor e Consumador da nossa fé, Jesus.
      Que Ele o sustente sempre com Seu divino poder.
      Um forte abraço.

  19. Rockes martins says:

    muito edificante o estudo, mas não precisa responder todos os comentarios

  20. Magno Andrade says:

    Paz do Senhor,

    Eu ouvir um Pastor falar que santificação é por meio de ofertas, e santificado ou santificação que dizer que algo está protegido, guardado e abençoado. Ai ele deu exemplo da criação do sétimo dia que Deus abençoou e santificou, logo deu uma oferta que era Jesus para que nada se perdesse. Está certo?

  21. Magno Andrade says:

    Então o senhor pode assistir esse video: https://www.youtube.com/watch?v=41wa66SJBys&t=4s, e me responder se está certo, ou é uma nova doutrina. Obrigado!

  22. Emerson Miranda says:

    Exato, Jesus orou para que o nome de Deus seja santificado, isto é: “como poderia um Deus santo ser santificado?” Sim por que são palavras distintas… porém parecidas em nossa língua.

    Deus santificou o sábado; Ele deu uma oferta para este dia. Deus nos santificou em Jesus, por que Deus amou o mundo de tal maneira, que deu em oferta o seu único filho (Jo 3 :16). Outro verso muito conhecido, mas mal interpretado é: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb 12:14) Seguir a santificação, é seguir a oferta de Deus, lembramos que foi ela que nos santificou, Jesus é a oferta de Deus.

    Outra curiosidade são as primícias, quando entregues a Deus, todo o resto era santificado. E adivinha? Sim! Cristo é a primícia, e nós somos o resto da massa…(Rm 11:16)

  23. Noémia Lihima Carlos says:

    A paz do Senhor!! e ha diferencia entre Samtificação e trasformação ??

    • Olivar Alves Pereira says:

      Basicamente, não. Uma é resultado da outra. Se entendermos transformação como a conversão, esta, por sua vez nos conduz em santificação. A santificação por sua vez, constantemente nos transforma naquilo que Deus quer que sejamos. Mas, tanto a transformação como a santificação são obras de Deus em nossa vida.

  24. Pr. JAIME says:

    Belíssimo esclarecimento. Que o Deus da sabedoria lhe proporcione sempre água da fonte… parabéns!!! Se me permiti, vou usa-lo em minhas ministracoes…

    • Olivar Alves Pereira says:

      A Deus toda a glória, irmão!
      Certa vez falaram que eu deveria publicar e transformar em livros meus estudos. Prefiro da forma como está. Assim eu posso compartilhar gratuitamente.
      Use como lhe for necessário. Deus abençoe sua vida.

  25. Pr. JAIME says:

    Só uma correcorreção , Pr. JAIME

  26. Edney says:

    Boa tarde. Parabéns pelo texto.
    Quando estava lendo me surgiu uma dúvida: Qual é exatamente o nosso papel nisso tudo?
    O senhor ainda tem o áudio da pregação?
    Abraços

    • Olivar Alves Pereira says:

      Boa tarde. Sim, tenho o áudio.
      Me passe seu email que lhe envio.
      Quanto ao nosso papel é o de colaborarmos com o Espírito santo em obediência à Palavra. A santificação é um processo no qual cooperamos com o espírito. Contudo, não é a nossa obediência que nos santifica, mas, sim, a ação do Espírito Santo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *