TRIVIALIDADE NA ALIMENTAÇÃO

O filho pequeno diz para a mãe: “De novo arroz, feijão, salada e bife?”. E a mãe responde: “Filho, é disso que você precisa; é isso que vai dar ao seus músculos a força, e ao seu corpo tudo o que ele precisa para crescer saudável”.

Mas, chega o fim de semana e a família vai ao restaurante. Lá o cardápio é farto. Tem todo tipo de saladas (mas, as crianças não são muito afeitas a elas), a pista de frios tem de tudo o que uma criança gosta (e algumas coisas nem tanto); há pelo menos três tipos de arroz e de feijão. Ah! Ainda tem a mesa das sobremesas: tudo o que criança gosta. Os pais até lhes permitem uma extravagância gastronômica.

Então, após sair do restaurante, depois de ter comido tudo o que lhe era prazeroso, o filho novamente diz à mãe: “Bem que a gente poderia vir aqui todos os dias, afinal, é muito mais gostoso”. Contudo, é a comida trivial que a mamãe faz que sustenta e fortalece a criança, a qual por sua ingenuidade (talvez!) desdenha pensando que a comida do restaurante é melhor que a de sua mãe.

Parafraseando Paulo com todo respeito à Palavra de Deus, grande é esse mistério, mas, eu me refiro ao crente, à sua igreja, ao seu pastor, e aos pastores convidados a pregarem de vez em quando, os quais trazem uma mensagem diferente. Mas, é a trivialidade do seu pastor que semanalmente se debruça sobre a Palavra em oração preparando um “alimento” que o sustenta, ainda que trivial.

Valorize a Palavra de Deus anunciada em sua Igreja, quer seja na trivialidade do seu pastor, ou no esplendor de um pastor convidado.

Rev. Olivar Alves Pereira

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana da Vila Pinheiro, Jacareí - SP, Bacharel em Teologia e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor e membro do Conselho Acadêmico do Centro de Estudos Teológicos do Vale do Paraíba (CETEVAP), São José dos Campos -SP, onde iniciou em 2020 seu Mestrado em Aconselhamento Bíblico. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador. Casado com Janaina F. S. A. Pereira e pai de Ana Cristina S. Pereira.
This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.