VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA O DIA MAIS IMPORTANTE DE SUA VIDA?

Você Está Preparado Para o Dia Mais Importante de Sua Vida?

Um estudo sobre a volta do Senhor Jesus

Introdução

Tudo o que é importante exige preparo de nossa parte. Para termos uma carreira profissional são necessários longos anos estudando; para formarmos uma família conforme os padrões bíblicos, tempo e dedicação devem ser dispensados. Com muito maior seriedade devemos encarar a volta do Senhor Jesus, ou se Ele nos chamar para a eternidade antes disso também devemos nos preparar. Nas palavras do profeta Amós: “…prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus” (Am 4.12). Neste estudo abordaremos de forma objetiva os principais ensinamentos sobre a volta do Senhor Jesus. Infelizmente, muita coisa errada sobre esse tema tem sido ensinada ao povo de Deus, e o resultado disso não poderia ser outro do que crentes confusos, atormentados, ou no outro extremo, crentes que vivem como se nada disso fosse acontecer.

1 – Considerações Preliminares

 Você deve estar preparado porque ninguém sabe quando será exceto Deus: “Mas a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão o Pai” (Mt 24.36). A História é repleta de casos de pessoas e grupos que se atreveram a marcar a data da volta do Senhor Jesus. Muitos homens sérios e cristãos verdadeiros que em seus dias desejavam tanto a volta do Senhor Jesus que infelizmente deixaram-se levar por suas emoções e sentimentos e acabaram por cometerem o erro de marcarem a volta do Senhor Jesus. Lutero foi um exemplo disso.

 Você deve estar preparado porque ele será repentino: “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até no ocidente, assim há de ser a vinda do Filho do Homem” (Mt 24.27). Há um hino antigo que tornou-se verdade para muitos. Ele diz:

O Rei está voltando, o Rei está voltando,

a trombeta está soando o meu nome a chamar!

O Rei está voltando, o Rei está voltando,

Aleluia! Ele vem me buscar.

Se compararmos a letra desse hino com Mt 24.27 veremos o quanto este hino está equivocado.

 Você deve se preparar para esse dia estando firme no amor de Deus: “E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele. Nisto é em nós aperfeiçoado o amor, para que, no Dia do Juízo, mantenhamos confiança; pois, segundo ele é, também nós somos neste mundo. No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor. Nós amamos porque ele nos amou primeiro” (1Jo 4.17-19). Geralmente as pessoas quando ouvem falar do Dia do Juízo Final que acontecerá com a volta do Senhor Jesus, elas são tomadas por medo e pavor (muitos infelizmente, julgam que isso não acontecerá e que tudo isso não passa de crendice). Pior ainda é ver que muitos crentes são tomados pelo medo quando ouvem falar da volta do Senhor Jesus. Mas, aqui, o apóstolo João nos mostra que quando vivemos no amor de Deus reconhecendo que em tudo somos amparados e protegidos por Seu infinito amor, também haveremos de amar nossos irmãos. E este amor fraternal que é aperfeiçoado constantemente no amor de Deus por nós, gera em nosso coração a plena confiança em Deus de que no Dia do Juízo não pereceremos, mas, sim, seremos recolhidos eternamente à presença de Deus. Por isso, este perfeito amor de Deus lança fora do nosso coração qualquer medo em relação ao Dia do Juízo, fazendo deste dia o dia mais importante de nossas vidas. Agora, se existe medo em nosso coração quanto ao Dia do Juízo, tal como o medo de sermos lançados no inferno, então não estamos no amor aperfeiçoador de Deus.

2 – Textos Bíblicos Importantes para Compreendermos a Volta do Senhor Jesus

1 Tessalonicenses 4.13 – 5.3

Neste texto, o apóstolo Paulo instrui aos irmãos tessalonicenses quanto à volta de Cristo. Havia algumas questões envolvendo a volta de Cristo e sobre a morte que não estavam bem claras para aqueles irmãos.

4.13: a falta de conhecimento e fé na doutrina bíblica da ressurreição é a causa do desespero de muitos; os crentes não devem ser pegos por esse desespero;

4.14: a ressurreição de Cristo é a base e o penhor da nossa ressurreição;

4.15-17: os que estiverem vivos receberão corpo glorificado somente depois que os crentes que morreram forem ressuscitados com seus corpos gloriosos semelhantes ao corpo de Cristo em Sua glória (Fp 3.21); no momento da volta de Cristo, Ele não pisará na Terra, mas, lá de cima, “dos ares”, ordenará aos anjos que recolham os Seus filhos e os levem para os céus, para estarmos para sempre com o Senhor Jesus.

4.18: É com esta verdade que devemos nos consolar em face à morte.

5.1-2: O Dia do Senhor será repentino como um ladrão.

5.3: embora o elemento surpresa desse Dia seja um fato, ele tem “sinais” que nos mostram que ele se aproxima: falsa paz e segurança.

Mt 24 e 25

Estes dois capítulos são fundamentais para o assunto aqui. Eles são o que chamamos de Perspectiva Profética, ou seja, os fatos históricos e proféticos mesmo estando distantes temporalmente, são colocados em perspectiva e visto como um só bloco. Como acontece com as montanhas que ao olharmos para elas temos a impressão de que estão próximas umas das outras, quando na verdade estão bem distantes.

24.1-3: No monte das Oliveiras estando com seus discípulos, Jesus prediz acerca da destruição do templo. Os discípulos perguntam a Cristo quando isso aconteceria.

24.4-14: nestes versículos, antes de responder especificamente à pergunta feita no v.3, Jesus apresenta um quadro geral da Era Cristã. Os “últimos dias” dos quais a Bíblia fala tanto no AT quanto no NT, referem-se aos dias que vão desde a primeira até à segunda vinda de Cristo. Desde os dias no NT temos visto o surgimento de falsos cristos e falsos profetas, guerras e rumores de guerra, fomes, terremotos, perseguição, apostasia, iniquidade e esfriamento do amor. Mas, tudo isso será “o princípio das dores”. Mais importante é que nessa era dos “últimos dias” o evangelho do reino será pregado “por todo mundo, para testemunho de todas as nações” (v.14). Equivocadamente, tem sido dito que todos os seres humanos deverão ouvir o Evangelho, mas, isso não é verdade. A verdade é que o Evangelho chegará a todas as nações como de fato a História tem comprovado isso. Aí virá o fim.

24.15-28: nestes versículos o Senhor Jesus em perspectiva profética coloca dois momentos da História juntos como se eles fossem um só, usando os fatos do primeiro para ilustrar os fatos do segundo. O primeiro evento, que estava bem próximo daqueles dias foi a invasão de Jerusalém pelos exércitos romanos. No dias do profeta Daniel foi predito uma invasão comandada por Antíoco Epifânio (175 – 164 a.C.), o qual profanou o templo do Senhor Deus em Jerusalém sacrificando um porco no altar. Este era o “abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no santo lugar”, por isso, quem leu o profeta Daniel deveria entender (v15) que algo em proporções maiores estava para acontecer novamente. Por volta do ano 70 d.C. (uns 40 anos após Jesus ter proclamado essa profecia), os exércitos romanos invadiram Jerusalém e destruíram a cidade. É a esse evento que o Senhor Jesus se refere quando disse que as pessoas deveriam sair da Judeia e ir para os montes (v.16), quem estivesse no eirado não descer para pegar nada em casa (v.17), ou no campo não deveria voltar para buscar sua capa (v.18), as grávidas estariam numa situação complicadíssima, bem como as que amamentassem, pois, a fuga lhes seria dificultosa (v.19), deveriam orar para que tais coisas não acontecessem no inverno, pois, do contrário a fuga seria praticamente impossível (v.20). O v.21, apesar de parecer falar dos eventos envolvendo a volta de Cristo, ele ainda continua o assunto da grande tribulação que os exércitos romanos haveriam de causar naqueles dias. Ao dize que tal tribulação nunca houve e nem jamais haverá outra igual, o Senhor Jesus está dizendo que para aquelas pessoas na ocasião da invasão não haveria outra tribulação maior que essa. Mas, o sofrimento naqueles dias seriam abreviados por amor aos escolhidos de Deus (v.22), pois, Deus sempre dispensou Sua misericórdia ao mundo em função do Seu povo. Aquelas pessoas deveriam fugir dos falsos cristos e falsos profetas (v.23,24). Toda atenção deve ser dispensada às palavras de Cristo (v.25) para que mesmo que ainda pareça convivente um desses falsos cristos os mesmos sejam evitados a todo custo (v.26-28).

24.29-31: este é o segundo evento, o qual o Senhor Jesus pôs em perspectiva com o primeiro, a saber, a volta de Cristo. O cataclismo descrito aqui é aterrorizante: o sol escurecerá, a lua não brilhará, as estrelas cairão e os céus que sempre foram firmados serão estremecidos. Tudo isso preparando para o grande momento em que: “aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória” (v.30). O v.31 está em perfeita harmonia com o texto de 1Ts 4.15-17.

O Senhor Jesus colocou esses dois eventos em perspectiva para nos mostrar que se o primeiro foi algo horrível, muito mais o será o segundo. Pior do que cair nas mãos de um soberano iníquo é cair nas mãos do Soberano dos soberanos e ser condenado!

4.32 – 25.30: esta parte do texto trata do nosso dever de vigiarmos e zelarmos por nossa fé em Cristo para que este Dia não nos apanhe de surpresa. 5.31-46: nestes versos o Senhor Jesus descreve como será o Grande Julgamento. Perante Ele todos comparecerão. Ele separará os Seus escolhidos que procederam neste mundo como tal e os recolherá nas bem-aventuranças de Seu reino, ao passo que os ímpios serão condenados. Neste dia será um dia de surpresa para muitos que viveram iludidos, que até realizaram grandes coisas em nome de Jesus, mas, nunca foram de Jesus. Isso nos mostra que a salvação não é pelas obras, ainda que estas sejam bem intencionadas. A salvação é obra da Graça de Deus somente.

3 – Uma Questão Intrigante

Depois de analisarmos esses textos ficam as seguintes questões: onde está a ideia de um arrebatamento secreto em que uns ficarão para trás tendo uma oportunidade de se arrependerem para que Cristo os resgate depois numa outra vinda que todos verão? Em lugar algum nas Escrituras encontramos respaldo para esse ensinamento. A Bíblia não fala de três vindas de Cristo ao mundo, mas, somente duas, sendo que uma já ocorreu há dois mil anos e a outra, estamos aguardando. A ideia de um arrebatamento secreto não é bíblica. Quando em 1Ts 4.17 lemos que seremos arrebatados isso quer dizer que seremos retirados imediatamente, com força, deste mundo pecaminoso após a ressurreição dos mortos e a glorificação dos vivos, e isso será às vistas de todos os homens.

4 – Considerações Finais

Aguardando a volta do Senhor Jesus ou Ele nos chamar para a eternidade devemos:

 Manter viva a nossa fé e esperança em Deus e no sacrifício de Cristo;

 Zelar por uma vida de santidade que glorifique a Deus em tudo;

 Firmar nossas convicções no que a Bíblia diz e não nas ficções criadas pelos homens.

 Amar a vinda do Senhor Jesus (2Tm 4.8), em vez de nos deixarmos levar pelo amor às coisas desse mundo.

Conclusão

Cristo voltará, quando não sabemos, mas, sabemos como devemos viver enquanto Ele não volta. Você está preparado para esse Grande Dia?

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou Conservador.
This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

4 Responses to VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA O DIA MAIS IMPORTANTE DE SUA VIDA?

  1. Antonio Reginaldo says:

    Muito bom o estudo

  2. Ana Kely Maques says:

    Muito boa essa mensagem, bastante esclarecedora. Que Deus abençoe a sua vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.