Você já nasceu de novo?

Leia João 3.1-15

Numa noite, talvez movido pela curiosidade ou porque talvez tenha sido profundamente tocado pelos ensinamentos de Jesus, Nicodemos, um dos líderes da seita religiosa judaica chamada farisaísmo, foi ao encontro de Jesus.

Ao encontrar-se com Jesus, Nicodemos fez uma declaração verdadeira a respeito de Jesus: “Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer os sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele” (v.2).

Mas a resposta do Senhor a Jesus a seguir parece não ter nada a ver com o que Nicodemos dissera: “Em verdade, em verdade te digo que, se, alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (v.3).

O que o Senhor Jesus mostrou a Nicodemos com essa resposta é que a maior necessidade dele (e de todos nós) não é termos uma religião com a qual podemos ver o mundo (cosmovisão), mas, sim, que a nossa maior necessidade é passar pelo novo nascimento.

O novo nascimento ao qual o Senhor Jesus se refere aqui é aquela experiência conhecida como conversão. Não se trata apenas de mudança de religião. O Senhor Jesus não disse a Nicodemos que ele deveria mudar de religião, mas, sim, nascer de novo. Esse novo nascimento é uma nova realidade de vida. É deixar para trás aquele sistema de vida que tínhamos no qual nossa vida era regida pela nossa própria vontade, e, agora, é regida pela vontade de Deus.

Esse novo nascimento é muito importante porque sem ele não podemos entrar no Reino de Deus (v.3 e 5). Antes do novo nascimento você é apenas uma criatura de Deus, mas, depois do novo nascimento você é transformado em filho de Deus (Jo 1.12).E o Reino de Deus é somente para quem é filho Dele.

A essa altura eu quero lhe fazer uma pergunta: Você já nasceu de novo?

Não estou falando de mudança de religião; estou falando de transformação do coração. No v.7 o Senhor Jesus deixa bem claro que: “importa-vos nascer de novo”, ou seja, o que importa não é a casa em que você mora, o status social que você tem, a caridade que você pratica, a igreja que você frequenta. O que realmente é importante é você nascer de novo. Repito a pergunta: você já nasceu de novo?

Afirmarei algumas verdades que mostrarão a você se você nasceu de novo ou não. Preste atenção a elas e responda com sinceridade em seu coração a cada uma delas.

Você sabe que nasceu de novo quando:

1) A vontade de Deus está acima da sua

No v.5 o Senhor Jesus disse que: “quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus”. A figura da água e do Espírito aqui são dois aspectos da mesma obra que Deus realiza no coração do pecador. A água simboliza apurificação do velho homem e o Espírito (de Deus) é quem promove a criação do novo homem.

Agora veja o que Ele diz no v.6: “O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito”.

A “carne” (do grego sa,rx) aqui refere-se ao estilo de vida que não se importa com a vontade de Deus e com Sua Palavra, ao passo que o Espírito Santo nos transforma e nos dá poder para vivermos conformes a vontade de Deus.

Por isso, no v.7 o Senhor Jesus disse a Nicodemos: “Não fique admirado, meu caro, quando lhe digo que é necessário nascer de novo” (paráfrase minha).

O que o Senhor Jesus está dizendo aqui é que se você não tiver a experiência de ser transformado por Deus de criatura em um filho Dele, será impossível você fazer a vontade de Deus. Sem o novo nascimento, os mandamentos do Senhor Jesus serão um fardo insuportável; crucificar meu próprio eu dia a dia (cf. Lc 9.23), será impossível.

Você sabe que nasceu de novo quando

2) Sua vida é guiada pelo Espírito Santo

No v.8 lemos: “O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito”. Quem é nascido do Espírito Santo tem a sua vida orientada, guiada e dirigida pelo Espírito Santo.

Em Rm 8.14 está escrito: “Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”.

Quando lemos o livro de Atos do começo ao fim vemos os apóstolos e os demais cristãos sendo guiados pelo Espírito Santo.

Em At 8.26-40 vemos Filipe foi levado de um lado para outro pelo Espírito Santo (v.39).

Em At 10 é narrada a conversão do centurião romano Cornélio. Quando Pedro se recusou ir até Cornélio, o Espírito Santo o ordenou a fazer isso (v.19,20).

Em At 13.4 somos informados de que o Espírito Santo enviou Barnabé e Saulo (Paulo) na primeira viagem missionária.

Em At 16.6-10 o Espírito Santo impediu Paulo e Silas de irem à Ásia e à Bitínia, pois, os queria em Trôade.

Esses são alguns textos que nos mostram o que é uma vida guiada pelo Espírito Santo.

Você sabe se está sendo guiado pelo Espírito Santo quando seus pensamentos, palavras e ações têm como objetivo glorificarem a Deus por meio da obediência à Sua Palavra.

Quando você sabe que deve perdoar alguém, você perdoa? Quando você sabe que deve evitar situações pecaminosas como conversas fiadas, maledicentes, você evita? Quando você sabe que deve ser firme com um irmão que está em pecado, você é firme com ele em corrigi-lo ou prefere ficar quieto para não ofendê-lo, porque se você o ofender poderá ser rejeitado por ele?

Você também sabe que nasceu de novo quando

3) As verdades celestiais são realidades em sua vida

Depois de ouvir sobre a necessidade de nascer de novo, Nicodemos ainda não conseguia compreender essas verdades. Por isso Jesus lhe perguntou: “Tu és mestre em Israel e não compreendes estas coisas?” (v.10), e em seguida disse: “Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que temos visto; contudo, não aceitais o nosso testemunho. Se tratando de coisas terrenas, não me credes, como crereis, se vos falar das celestiais” (v.11,12).

O Senhor Jesus usou uma linguagem figurada para mostrar uma realidade espiritual, e Nicodemos não as entendia porque não as aceitava (veja v.11).

As realidades espirituais só podem ser entendidas por quem nasceu do Espírito Santo. Em 1Co 2.14: “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente”.

Quem não nasceu de novo tenta entender as verdades espirituais, mas, não consegue. Quem nasceu de novo crê nessas verdades e as vê como realidades para sua vida, ainda que não possa entendê-las plenamente. É por isso que ele é um crente e não um entendedor.

Mas, a qual verdade celestial o Senhor Jesus se referiu a Nicodemos aqui? Osv.13-15 nos oferecem a resposta. A nossa salvação é obra divina e não humana. Foi necessário o Filho de Deus descer dos céus, viver entre nós e morrer em nosso lugar e depois voltar aos céus “para que todo o que nele crê tenha a vida eterna”.

Quem é nascido de novo vive com a certeza em seu coração de que o sacrifício de Cristo lá na cruz é suficiente para salvá-lo e dar-lhe um lugar no céu.

Quem vive com essa certeza em seu coração não desperdiça sua vida aqui porque sabe que a Vida Eterna que Cristo lhe prometeu e deu começa aqui e agora. Os que mais aguardaram o céu foram os que mais produziram nesta terra.

Conclusão

Diante do que foi exposto aqui você pode dizer que já nasceu de novo?

Lembre-se: o que importa aos olhos de Cristo é você nascer de novo, pois, sem o novo nascimento você não entra no Reino de Deus e o Reino de Deus nunca será uma realidade para sua vida.

Sermão pregado na Igreja Presbiteriana no Jardim Sul – São José dos Campos (SP) em 07/08/2011

About Olivar Alves Pereira

Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, Teólogo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor de Teologia Sistemática, Teologia Contemporânea, Ética e História Bíblica, História e Teologia da Igreja, Educação Cristã e Teologia Sistemática, Sociologia e Ensino Religioso em seminários e escolas na região do Vale do Paraíba, também escreveu lições para a revista de EBD para os adultos da Editora Cristã Evangélica. É associado à Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos - ABCB. Na Política sou de Direita Conservadora.
This entry was posted in Reflexão Bíblica. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *